Quem casa quer casa?

A Casa
Vinicius de Moraes

Era uma casa muito engraçada
Não tinha teto, não tinha nada
Ninguém podia entrar nela, não
Porque na casa não tinha chão
Ninguém podia dormir na rede
Porque na casa não tinha parede
Ninguém podia fazer pipi
Porque penico não tinha ali
Mas era feita com muito esmero
na rua dos bobos numero zero

Meus alunos me contaram que Vinícius casou-se com uma de suas mulheres e morava num casebre, com chão de terra batida, na beirada de uma praia deserta quando escreveu essa canção. Quantos e quantos não arriscam uma moradia quase hippie se todo o dinheiro vai pelo ralo no casamento religioso e na recepção?

Nós falamos em casar desde o primeiro dia de namoro. Parece que sempre foi a casa certa a se fazer.

Alguns (poucos) meses depois do início do namoro, começamos a procurar apartamento. Na verdade, não sei se saímos exatamente pensando em comprar alguma coisa, mas queríamos saber quanto custava, como se pagava, se era muito impossível e irreal…

O primeiro apartamento que vimos era bem perto da casa dos meus pais. Pequeno, mas com 3 quartos e 2 banheiros, com uma área de lazer maravilhosa para crianças. Na planta.

Crianças…com poucos meses de namoro nos pegamos pensando em um apartamento que comportasse crianças e que desse uma razoável qualidade de vida em São Paulo para seres humanos que nem existem ainda!

Vimos outros apartamentos: prontos, em fase final de construção e na planta. Nossa primeira constatação era de que não ter nenhum dinheiro guardado seria um problema para dar uma entrada. E aí ficou claro de que precisaríamos comprar na planta.

Para quem nunca comprou um apartamento, explico: A entrada  de um imóvel costuma ser alta, beirando 30% o valor total dele. Ou seja: Se você quer comprar um apartamento de 200 mil (e em São Paulo isso não dá direito a um superapartamento), pode reservar 60 mil para dar assim, NA LATA, logo que assinar o contrato. Vantagem do imóvel na planta: essa entrada é paga no período de construção do apartamento – que entre lançamento e construção leva uns 3 anos – em uma forma que o pessoal da área chama de fluxo de caixa, ou seja, a maneira como você vai dividir 60 mil em 36 meses (ou quantos meses faltarem para a entrega do imóvel).

A boa notícia é que os caras querem vender, o mercado está aquecido, então a maneira como você vai pagar isso costuma ser bem flexível. Para imobiliária/construtora o que importa é que você tenha pago todo esse valor até a entrega das chaves. Eles normalmente colocam uma entrada, parcelas mensais, intermediárias (ou seja…você paga 300 reais por mês, mas a cada 4 meses tem que pagar uma parcela de 3 mil reais, por exemplo) e a parcela final, que também é chamada de “a parcela das chaves”.

Eu e o Gustavo não tínhamos um real guardado. Entretanto, como compramos (aquele primeiro apartamento que vimos!) em Novembro, contamos com o todo-poderoso dos noivos desesperados: o 13º salário. Juntamos o nosso 13º e demos uma micro-entradinha-inha-inha. Separamos o valor de outro 13 para Novembro de 2011 – a entrega das chaves – e dividimos o que sobrou em 24 meses (Novembro de 2009-Novembro de 2011). Aí dividimos em dois! RS

Voilà. Comprado nosso apartamento, apesar da torcida-contra daqueles falsos-amigos…E pode esperar: infelizmente a gente se descobre cercado deles quando começa a fazer as primeiras grandes conquistas…O mundo está cheio de gente que se incomoda com felicidade alheia. Paciência.

Agora, não agüentando esperar até novembro do ano que vem, decidimos nos casar em Junho. No meio tempo, pretendemos morar em um apartamento mobiliado, para não gastar nada do que pertencerá AO NOSSO APARTAMENTO…(neuroses, neuroses) e assim teremos tempo de pintá-lo, decorá-lo, mobiliá-lo como quisermos…

Mais uma vez: planejamento é fundamental. Mas um pouco de ousadia não faz mal também: compramos o apartamento achando que íamos passar fome!  Mas aí as coisas se ajeitam naturalmente…

E você? Vai alugar? Comprou? Vai comprar? O quê?

Anúncios

13 Respostas para “Quem casa quer casa?

  1. Thaise, parabéns!!
    Com experiência que vc tem como organizadora de festa de formatura dos beletristas, rs, vai dar tudo certo!!!
    Onde vc achou esses empreendimentos? Como pesquisar?
    Ajude as futuras noivas neuróticas! hehe
    bjs

    • Olá, Carol!
      Ah, inegável que a formatura da Letras me deu um know-how absurdo. Já sei exatamente onde pode/vai dar problema…hahaha Claro que a assessora de casamento ajuda muito nessas horas. Vou fazer um post todo sobre isso!
      Olha, eu e o Gustavo saíamos andando e pegando TODOS os papeis de farol no final de semana e indo em todos. Passava o dia inteiro na internet, me cadastrei em TODOS os sites de imobiliária e conversei com todos os corretores…que aliás me mandam empreendimentos até hoje! E quando começavam a derrubar casinhas e começava a sair terreno, eu ficava esperta. Mas fato é que a internet ajuda muito!

  2. Parabéns pelo blog!Muito bem escrito. A procura pela casa própria não é fácil,eu sei bem o q é isso!Depois de muita procura,resolvemos alugar,até podermos comprar um ap maior.
    Parabéns pela conquista!!Felicidades.
    bjs

  3. Olá Ise!
    É a primeira vez que leio seu blog e estou gostando muito!
    Faz um tempo que vc postou sobre a compra do imóvel, mas queria relatar a minha experiência. A compra do imóvel na planta realmente possibilita um melhor fluxo no pagamento, porém como foi o nosso caso, arcamos com o risco da obras atrasar, etc., etc. Pois é, compramos em março de 2007 com entrega para dezembro de 2009, e adivinhe só… Ainda não está pronto! As obras estão paradas há 1 ano no mínimo. Entramos com um advogado para ressarcir o que pagamos e aos pouco estão nos devolvendo. Ufa!!! Agora estamos comprando um semi-novo de um casal que está se separando e são muito, muito perturbados, então imagine só que complicada a situação e que acaba nos envolvendo. Quando o apê for finalmente nosso, vou levar um padre, um pai de santo para purificar. hehehehe.
    Espero que com vc não ocorra essa dor de cabeça, vc vai ver que quando estiver pronto vai valorizar bastante o imóvel. =D
    Bjos e boa sorte em td!

    • Eu e o Gustavo estamos contando com esse atraso. Se não vier é lucro. Justamente por isso não vinculamos a data do nosso casamento ao apartamento…vamos casar e o apê só fica pronto 6 meses depois. Se não atrasar! Aí vamos pintar, por gesso, mobiliar….ixi….calculamos morar 1 ano de aluguel!
      Mas você tem razão: tem que pesquisar, pesquisar e pesquisar. Uma colega minha comprou com a Tenda e a obra está 3 anos atrasada e nem começou ainda… Ouvi falar coisas semelhantes da MRV…Eu e o Gustavo pesquisamos muiti a construtora e o que ajudou foi o fato de que ele na época trabalhava na área e inclusive com a decoradora do nosso prédio e meu paitambém é velho de guerra!!!!
      De resto….só torcer! rs
      Olha….tem uma aluna minha que é advogada imobiliária também…se precisar…
      Boa sorte para nós, né? E volte sempre!

  4. Olá.
    pela primeira vez entrei nesse blog hoje..e to adorando os textos…me identificando bastante com ele.
    Vou te adicionar no meu twitter.

  5. Parabéns Thaise!! Comprei o meu apartamento em abril de 2010, estavamos na mesma situação que vcs…sem 1 real no bolso, mas Deus providenciou td…Vamos nos casar em 10/2011…o apartamento não vai sair até a data do casamento, moraremos em uma casa alugada, perfeita para esperar o nosso doce lar ficar pronto, isso é decoração e etc…mais estamos muito felizes!! Boa Sorte!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s