Degustação no Mediterrâneo

Noivinhas-amigas,

Ontem fui com três das assessoras da minha equipe (Thaise, a última calipso do último pacote do encontro de gordinhos em dieta) e o Gustavo degustar o rango buffet do Mediterrâneo. Na empreitada: Gabi, Tati e Ká e um noivo morto de sono.

Não vou negar que fiquei meio incomodada com a moça da Nova Noiva que estava na porta do salão (é uma espécie de showroom para noivas) e que ignorando o fato de que eu SEI que faltam 12 meses para o meu casamento, que eu estava com 3 assessoras e QUE MEU NOIVO ESTAVA ALI, queria porque QUERIA que eu fosse fazer uma visita ao ateliê sei lá o que. Quando eu disse que estava com viagem marcada, cheia de coisas para fazer nessas duas semanas que faltam para eu embarcar – incluindo fechar meu espaço e que vestido de noiva não era nem de longe minha prioridade no momento, ela meio que ameaçou que a agenda já etsava aberta blá blá blá como se não fosse dar tempo! Eu odeio esse tipo de pressão… Não, eu não vou falar de vestido na frente do Gustavo (não porque faço questão da surpresa e tals – também – mas porque ele não merece presenciar a parte do casamento que é um SACO para qualquer ser humano dotado de cromossomo Y. Flores, vestidos e coisas do gênero ele está mais que liberado – porque eu o amo. hahahahahaha Não, eu tenho um cronograma com as minhas assessoras (que eu amo de paixão) e não vou atropelar as coisas. Além do mais, eu sou centrada: HOJE É BUFFET.

Anyways, sentamos e começaram a servir o refri. Só refri. Eu já não estava entendendo mais nada. Eu fui criada no Tatuapé, com todas as meninas fazendo festa de quinze anos em um dos Mediterrâneos de lá e sempre foi considerado dos lugares mais tradicionais…Mas as facas da nossa mesa estavam todas sujas e/ou manchadas. Achei nojento. Sério.

Aí veio uma pessoa na mesa e disse que daríamos um “passeio”. Hein?

Quando chegamos lá fora, vários carros BMW e Mercedes parados. Eu JURO que achei que fosse test-drive para contratar carro de noiva (hahahahahahahha) porque ninguém me falou onde iríamos…”Quem tá na chuva…”- pensei enquanto puxava o Gustavo para dentro de um carro. A Tati nos acompanhou com seu sacro-caderninho onde ela vai anotando tudo que eu gosto e minha opinião sobre as coisas. O MÁXIMO! hahahahahaha

O passeio na verdade era para que conhecessemos a cozinha industrial da central dos Mediterrâneos. Oba, visita técnica! Achei muito legal – os bastidores contam muito na qualidade das coisas, não é?

Então primeiro vimos como são feitos os patês e pães da mesa de entrada e degustamos. Eu ainda não tinha experimentado o último patê, mas já tivemos que mudar de estação: os salgados. Vários pratões com todos os tipos de salgadinhos oferecidos em todos os planos. Ponto alto: os salgadinhos fritos deles são os melhores que já degustei. Sequinhos, caprichados. Eu que tinha decidido tirar as frituras do meu casamento depois do Moreno’s, repensei. Ponto fraco: eu queria experimentar UM DE CADA, mas já tínhamos que mudar de estação…que correria! =( Ponto fraco 2: Eu que odeio frutos do mar, quase morri com o cheiro de peixe frito na hora que entrei no ambiente. A Tati e o Gustavo disseram que não sentiram. Terminei de reclamar e eis que a moça traz bolinha de bacalhau. ECA! Meu faro é dos bons…

Próxima parada: os doces. Alguns muito bons, outros não arrisco de novo. Tortinhas e mousses maravilhosos. Maaaaaas sempre a pressa de sempre. Gente, eu sou italiana. Não posso degustar nada em pé…tenho que sentar, experimentar devagar….correndo de um lado para o outro???? Sem condições.

Última parada: o sorvete, que eles fabricam lá mesmo. Muito bom! Fiquei bem na frente da mulher e peguei a primeira bola para não ter que comer correndo. Gustavo morreu de rir. E a Tati anotando tudo! hahahahahaha “Ise adora quindim.” “Ise gostou do sorvete  feito na hora”. Sério, acho que ela já me conhece melhor que o Gustavo…. hahahahaha

-Uma coisa que me surpreendeu muito foi a idade dos noivos fazendo esse tour com a gente: de longe, eu e o Gustavo éramos os mais jovens. Alguns casais eu achava que eram os pais dos noivos…e eram eles que estavam casando!- Merece um post?

Voltamos para o jantar. Sim, o jantar seria servido lá naquele salão onde estávamos antes. Encontramos a Ká e a Gabi e fomos nos servir. Minha humilde opnião (pessoal!):

-Saladas: boas, mas o molho mostarda tem gosto de maionese! Mal dá para sentir a mostarda.

-Massas: Eu sempre gostei muito mais de molho branco do que de molho vermelho. Entretanto, o molho branco estava sem gosto! Comi um pouquinho do vermelho e estava melhor…mas ainda assim, com um gostão de pomarola, sabe? Industrial. Algumas frias. Ok, eu entendo que eles façam em quantidades gigantescas, mas as mamme di san vito também…=P Se eu não tivesse comparação, ok. Mas achei as massas do Moreno’s melhores.

-Carnes: CARA, EU COMI UM FILET COM MOLHO MADEIRA E CHAMPIGNON ESPETACULAR. Sério. Melhor que de restaurante. Pena que no meu pacote carne não estaria inclusa….=( hahahahahahahaha doces ironias que acompanham as noivas… Tinha um outro rolinho de carne com bacon e sei lá o que que o Gustavo não gostou. E eu raramente (ou nunca??) vi o Gustavo torcer o nariz para comida…achei melhor nem experimentar.

-Fingerfood: Comprovamos que não rola colocar massa recheada em fingerfood, porque o cara precisa tirar o negócio de dentro da cumbuca para cortar no prato, descaracterizando a ideia. Fingerfood só com os dedos ou com a colher…

Depois serviram sorvete e docinhos de novo. Detalhe que eu não consegui experimentar tudo o que queria porque já tinha comido (doce e salgado) correndo na etapa anterior, da excursão à cozinha industrial… =(

Não gostamos do serviço dos garçons. Normalmente a gente implorava pelo refri e no meio do nada, jogaram uma caixa de doces na minha frente no final da degustação. Nem vi o garçon e tomei o maior susto…

Eu fico pensando que se é difícil assim na degustação, onde os caras querem me agradar e tal para levar 40% do meu orçamento (ou mais…), pobres dos meus convidados, que vão morrer de sede ou vão comer comida fria…

No way.

Saí com o estômago bem pesado e na verdade, não comi quase nada. Sério. Metade do que eu comi nos outros buffet. Mas parecia que eu tinha passada horas e horas comendo. Comentei com as meninas e a Ka disse que estava meio pesando também.

Elas nos deixaram no metrô, para que chegassemos rápido à casa do Gustavo (já era bem tarde) –  e eu ia dormir aqui. E agora começa o que de fato eu queria contar nesse post.

Perdoem-me se não é coisa que se conta, mas eu acho que preciso jogar  limpo com vocês porque se o que aconteceu comigo acontece com UM de seus convidados, o comentário vai colocar o ano de festa planejada no lixo.

Eu entrei no metrô e comecei a ficar verde de dor-de-barriga. Gente, eu suava frio, fiquei toda arrepiada e com uma ânsia absurda. Eu não sabia se corria até a casa do Gustavo, se pedia um banheiro no metrô e – caso achasse o banheiro –  não conseguia decidir o que eu faria primeiro: vomitar ou número 2.

A pequena caminhada de 2 quarteirões do metrô até o apartamento dele pareceu infinita. Eu juro, nunca na minha vida achei que não fosse aguentar. Mas ontem eu achei que não daria tempo…

Isso ocorreu mais ou menos 2 horas depois de comer – pois passamos um tempo na mesa conversando depois. Eu havia comido na hora do almoço, em casa, comida caseira de mamãe…que como todos os dias, com as coisas mais fresquinhas e caprichadas do mundo.

Acho realmente difícil que não tenha sido lá. Não digo que algo estivesse estragado, mas realmente alguma coisa não me caiu bem. Passei a noite inteira vomitando e indo ao banheiro…

O Gustavo passou bem. Mas eu já cheguei a comer a mesma comida que ele e pegar infecção gastro-intestinal (no ano novo!) e fiquei 15 dias de cama. E ele forte como um touro… Acho que sou mesmo sensível. Não falei com as meninas da TOP ainda.

Ai, gente…cortei da minha lista. Já pensou se isso acontece na minha noite de núpcias, véspera de viagem internacional, lua-de-mel ou com meus convidados????????

Anúncios

12 Respostas para “Degustação no Mediterrâneo

  1. Caramba!!!! Tem certeza que a cozinha industrial deles não era o bandejão central??? Sim, as mamme di san vito fazem comida pra meio milhão e quentinha e saborosa..

    Fui numa festa no mediterrâneo há uns anos (mas não era de casamento, e não lembro q q era a festa) e achei a comida linda de se fazer, apetitosa.. mas na hora de comer… como você falou do molho branco, sem graça.

    • Então, faz muito tempo que eu fui na última festa de 15 anos e eu realmente não lembro como era. Minha tia disse esses dias que foi num casamento do Mediterrâneo e que os garçons não serviam nada….sei lá, estava desencanada até porque a Assessoria fica de olho nisso, né? Mas depois de ontem…

  2. Puxa, Thaíse, fiquei com dó de vc agora…!

    Bem, se serve de consolo: uma amiga minha casou e ficou passando mal a noite de núpcias inteira e foi internada com uma infecção grastintestinal daquelas…Passou 5 dias da ‘luda-de-mel’ internada no hospital…!

    Eu tenho um estômago mega sensível. Qualquer coisinha já passo mal, vomito, fico dias mal, tenho q ir para o hospital tomar soro…Enfim, eu digamos não tenho o estômago forte!

    Fiz a degustação do meu buffet e não passei mal! Isto também era uma preocupação minha! Eu vou servir carne ao molho madeira e champignon, antes vai rolar um coquetel e junto com a carne vai ter rondelli. Eu comi pra caramba na degustação do buffet e não passei mal! Isto é importante mesmo!!

    Mas quando a gente foi fazer a degustação de um dos fornecedores de doces (o primeiro q a gente foi), o Fê comeu um dos doces e passou 3 dias mal depois!!! Então, isto acontece! Claro q nós nem consideramos a possibilidade de encomendar o doce com eles…rs

    Então, acredite: isto acontece! Aconteceu com o meu noivo…!

    Melhoras pra vc!

    Bjs!

    Thaís

    • Ô, querida! Obrigada pelo carinho.
      Estou melhor hoje, vou trabalhar daqui a pouco e antes tentar almoçar…rs Não acho que seja caso de hospital não, mas é o tipo de coisa que preocupa, né?

      Como eu disse, eu só comi em casa antes, o que como todos os dias…enfim, não tem nada de diferente que poderia ter feito mal…

      Eu também sou supersensível. A minha sorte é que meu corpo reage rápido e logo me dá dir de barriga…assim seja lá o que está fazendo mal não fica no meu corpo muito tempo, né?

      Como a gente nunca vai saber com certeza se foi ou se não o buffet, vou fazer como você e o Fê fizeram com os doces: cortar da lista. Não posso e nem quero correr esse risco no dia da festa, né?

      Um beijão e obrigada!

  3. Ise….
    Pronto agora quero te contratar como escritora, meu Deus!!!
    Obrigada por relatar isso no seu blog, afinal no meu, infelizmente eu não posso fazer o mesmo. Mas é bacana todas saberem a realidade desse mercado né?
    Ainda bem que você nos achou… assim podemos mostrar a diferença do bom e barato x barato e pessimo.
    E pode ter certeza, cliente como você…. é o máximo… quero levar para minha vida inteira nossa amizade!
    Um beijo enorme!

    • Pois é. Foram poucos os relatos que achei em blogs, dando nomes aos bois, sabe? Passar mal depois de comer algo é muito sério.
      Eu bato sempre nessa tecla: estou MUITO feliz de ter vocês para me ajudar com o casamento. E você viu, até o Gustavo – para quem o casamento é o menor dos detalhes…hahahaha – está muito feliz e disse isso para vocês. E ele não é mesmo o tipo que faz média!
      Eu digo para todo mundo…faer degustação com vocês é como ir a um restaurante com as amigas! Adoro, adoro, adoro tudo. Sortuda das noivas que acham a TOP. 😉

  4. Gente, que absurdo! Fui a um casamento com buffet Mediterrâneo faz uns cinco anos. A comida parecia mesmo “de plástico”, mas graças a Deus não estava estragada.
    O buffet é mesmo parte essencial. E é um saco que 90% dos espaços de SP têm exclusividade com algum. Nisso eu tive sorte, o meu local não tem buffet agregado.
    Melhoras, baby.

    • Pois é, essa coisa com a exclusividade é um horror. Mas no caso do mediterrâneo, eles são o espaço e o buffet. Nem é exclusividade.
      Comida de plástico…boa expressão..as coisas realmente não tinham gosto!!!
      Obrigada, querida. Ah e eu te add no msn!

  5. Ise,
    Fui em um casamento no Mediterraneo há uns 3 anos. Adorei a comida, espaço, entretanto, no final do casamento me deu uma dor de barriga enorme tb. Não conseguia nem ir embora da festa.
    Meu namorado ficou bem, mas…

    • Olá, Adriana!!!

      Acabei de falar com as meninas da TOP (tivemos uma reunião) e duas das assessoras também tiveram dor de barriga!!!!! Ou seja: das 5 pessoas da mesa, 3 passaram mal!!!!! Uma porcentagem bem alta, não??

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s