Mais do mesmo…

Sei que não é o tema principal do blog, mas para mim é algo que está diretamente ligado ao casamento. Em vista da polêmica de ontem, resolvi dar alguns esclarecimentos:

1. Eu não sou nem contra nem a favor de remédio para emagrecer. Eu acho que dizer “eu não tomo de jeito nenhum” é tão radical como quem toma tudo a torto e a direito. Eu não gosto de radicalismo.

2. Cada caso é um caso. É a velha máxima. Não adianta generalizar porque cada corpo é um corpo. Cada um responde de maneira diferente, positivamente ou negativamente. Um amigo médico uma vez me disse que toda vez que um doutor receita uma medicação (qualquer uma…) o faz em base de tentativa e erro…

3. Eu não sou médica, não sei o que se aplica em cada caso. Sei o que se aplica ao meu caso, de acordo com a minha médica – em quem obviamente confio.

4. Parece-me óbvio que perder 3 quilos é diferente de perder 14 (o que eu preciso perder para voltar ao meu peso ideal). Do mesmo jeito que parece-me óbvio que auto-medicação -especialmente nesses casos- é absurda…E PROIBIDA.

5. Não tenho como escanear todo o livro de pontos, mas é fácil fazer a conta: basta calcular a quantidade calórica da porção (por lei, tem que vir no rótulo do produto) e dividir por 3,6. O resultado é  a quantidade de pontos daquela porção. Entretanto, para saber qual a quantidade de pontos que você precisa consumir por dia para emagrecer, preciso ir ao médico e fazer uns exames. Com base nesses resultados o médico calcula qual é o valor para que você emagreça com saúde. Eu tenho um limite de 350 pontos diários. Ontem, entretanto, fiz 336 inclusos pontos de uma pacote de M&Ms que me dei de presente a noite. Sem fome nem sofrimento – provavelmente por causa do remédio: eu teria desmaiado de fome num dia normal com a qtde que comi! hahahahaha

Andaram me perguntando de como age a sibutramina. As informações técnicas vocês podem encontrar aqui: http://virtualpsy.locaweb.com.br/index.php?art=291&sec=61.

Tomei o primeiro comprimido ontem e já posso relatar algumas coisas:

  • Eu não senti fome. Nadica.

Almocei em um restaurante de comida light perto do trabalho e tive que fazer um esforço absurdo para engolir dois pedaços de filet mignon grelhado (100g cada) e salada mista. Normalmente, eu teria devorado o prato em cinco minutos e teria engolido o tradicional crepe de nutella com morango de sobremesa. Eu sobrei carne E salada.

Comi porque sabia que essa falta de fome poderia ser um tiro no pé – achei que poderia ser perigoso não alimentar meu corpo só porque  nãoestava  com fome e acabar desmaiando durante a tarde enquanto dava aula para as crianças….

Eu passei o dia todo satisfeita, como se tivesse almoçado normalmente. Sem aquelas vontades de beslicar a tarde. Especialmente doces e chocolate…

  • Efeitos colaterais

Bom, quando se fala dos tais remédios como se fosse o diabo, fala-se muito dos efeitos colaterais. O que já era esperado no meu caso eram dores de cabeça, boca seca, insônia, taquicardia.  A médica já havia me avisado que poderia acontecer, mas que seria só no começo, enquanto meu corpo estivesse em adaptação à nova substância.

Vale lembrar que eu sou do tipo que normalmente tem todos os efeitos colaterais descritos na bula e já fui até parar no hospital por causa disso: uma gineco, atendendo ao meu pedido de não me receitar pílula há uns anos atrás, disse que poderia atenuar os efeitos da TPM (eu poderia matar uma pessoa fácil fácil…rs) com um remédio que era da linha dos naturais… 2 dias depois, eu fui para o hospital toda torta, sem conseguir esticar os braços, mancando…sem o menor controle dos meus músculos e sistema nervoso…Imaginaram o desespero?

Se eu não estivesse tão preocupada em não tomar pílula, porque ouvia todo mundo falar dos efeitos colaterais, talvez não tivesse passado por isso. Aliás, não teria mesmo…eu uso anticoncepcional há uns 7 anos e minha vida mudou desde então…para melhor, claro.

Nunca mais banquei a anti-remédios perante ao médico. Um bom médico sabe mais que um bom leigo, não? Mas é preciso saber quem é o seu médico…pesquisar mesmo! Como em toda profissão, tem gente boa e ruim…

Voltando aos efeitos colaterais:

Eu senti um pouco de dor de cabeça ao final do dia, mas é difícil de saber se atribuir ao trabalho, ao metrô lotado, ao calor, ao artigo que fiquei escrevendo até altas horas…

Senti também a boca seca, mas menos do que eu imaginei. Era como uma sede, mas sem vontade de beber água…e a sensação não passava ao virar o copo, sabe? De qualquer forma, nada que eu não sinta normalmente depois de falar por 5 horas sem parar (de novo, lembrem-se que sou professora…). Mas essa sensação durou no máximo umas 2 horas do meu dia.

Taquicardia eu não tive.

Mas o que me preocupava muito era a insônia. Eu nunca lidei bem com isso. Eu sou do tipo que precisa dormir a noite para não surtar feio durante o dia. Além do mais, meu trabalho cansa muito.

Meninas, eu dormi como um bebê! Arrisco a dizer que dormi e acordei descansada como há muito não acontecia.

Vai entender.

Espero ter tirado algumas dúvidas do pessoal que me escreveu perguntando dos pontos e do remédio.

Quanto ao casamento, tudo andando. Ontem eu passei para a Tati os dados que devem ir na prova do nosso convite. Assim que tiver o meu ou algo parecido em mãos, posto para vocês. E mais uma vez, as meninas conseguiram um preço imbatível com o fornecedor! Cada um dos meus convites mega-ultra-trabalhados vai sair a pouco mais de 3 reais… E viva a TOP. Incrível o que elas conseguem…

Hoje vou dormir no Gustavo, para fazer meus exames amanhã – a médica me sugeriu um lab perto da casa dele. Pela tarde, vamos assistir a um casamento da TOP na igreja onde vamos casar para já observar um coral. Devo ter coisas para contar no domingo – ou na segunda, caso não dê para postar no final de semana!

Beijo enorme,

Ise

twitter: @ise_pregnolatto

e-mail: tvpregnolatto@gmail.com

Já votaram em mim e no Gustavo para que a gente ganhe uma cobertura fotográfica da E-dream? Clique AQUI para votar na nossa história de amor!

Anúncios

9 Respostas para “Mais do mesmo…

  1. Ise,

    Estou torcendo pra que vc não tenha nadinha de efeitos colaterias viu… e que vc consiga perder esses kilinhos bem rapidinho…
    Daí ja vai poder ir atrás do seu lindo e belo vestido…
    Quanto ao remédio concordo com vc… o que importa é vc estar bem e confiar na sua médica… com certeza ela quer o melhor pra vc certo!
    Aí preciso dizer… to ansiosa… meus convites ficam prontos dia 25/11… e o convite especial das daminhas e pagens chegaram ontem… lindinhos…
    Bom…. vamos tentar dominar a ansiedade rs…
    Bom Final de Semana e ótimooo casamento com a TOP!
    Bjs

  2. Ise,

    Sempre te achei uma pessoa de muita coragem. Além de ser muito muito carismática, né?

    E isso torna o seu blog super cativante. parabéns, leio sempre.

    bjs

    paulinha

  3. Eu estou com o problema contrário…como, como e não engordo…eu como toda hora..como e sinto fome daqui umas 2 a 3 horas…. vou até marcar um endocrinologista ..acho que é algo relacionada com a tireoide, fiz exame e deu hormonio alterado ou ansiedade mesmo rs

    • Fiz os exames ontem…resultado só na sexta… queria saber o que vai dar. Acho muito estranho eu ter tanta dificuldade para perder peso, já que eu sempre fui magra e a minha família é toda de gente magérrima….hunf.

  4. É melhor não ler os efeitos colaterais. Às vezes, ficamos impressionadas e acabamos “sentindo” coisas. Também acho que você tem de confiar na médica, afinal ela estudou e vê vários quadros clínicos. Não se preocupe, dará tudo certo!
    Beijocas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s