Mais da SÓ A RIGOR

Lamentável.

Eu esperava poder acordar hoje e postar dos doces maravilhosos que o Buffet Kamide me mandou para a degustação mas em virtude dos últimos fatos, vou ter que falar DE NOVO sobre a SÓ A RIGOR.

Eu não sou do tipo que apaga posts nos comentários se eles vão contra o que eu escrevi. Mesmo porque no meu blog eu tenho a liberdade para escrever o que eu quiser e quem me segue há tempos sabe que eu dou nome aos bois de tudo que experimento e contrato desde o primeiro dia – seja o serviço top de linha ou top de lixo.

Acho que todo mundo tem o direito de discordar, simples assim. E não mudo de ideia porque tem gente que discorda de mim. Pluralidade de opiniões é fundamental para o bom andamento da sociedade.

Assim como ÉTICA e RESPEITO. Não existe uma sociedade justa sem esses dois componentes.

Eu fui desrespeitada em todos os sentidos dentro da SÓ A RIGOR. Não só não fui tratada como cliente pagante, mas não fui tratada como pessoa merecedora de respeito. Por que acharam que eu não ia ter dinheiro para pagar? Por que viram meu carro 1.0 estacionado na porta? Por que eu não estava vestida adequadamente no sábado? Não sei e não quero saber. Se eu tivesse entrado de chinelos na loja após descer da minha bicicleta seria merecedora do mesmo respeito enquanto cliente e enquanto ser humano.

Então não, não estou sendo leviana. Estou defendendo o respeito às pessoas acima de qualquer coisa. Estou defendendo aqui cada uma das noivas que me escreveu no post ou em off (fora tantas!) reclamando do atendimento da SÓ A RIGOR por todo o Brasil. Enquanto o cliente não tem voz, é fácil culpar “o mau dia da vendedora”. Quando o cliente reclama em um espaço da categoria, com mais de mil potenciais clientes diárias e mais de trinta mil por mês, ele merece pedido de desculpa e tentativas frustradas de defesa da loja, tão infantis que menosprezam nossa inteligência e ofendem ainda mais. 30 mil clientes a menos por mês incomoda, né? Ser tratada como fui incomoda mais.

E não, não finjam que não sabiam que eu tinha o blog. Está na assinatura do e-mail que mandei para a Célia no primeiro contato. Eu disse em voz alta ao Gustavo enquanto estavam ali na recepção falando mal de mim (acharam MESMO que eu não ia ouvir??? ), dizendo que ia contar tudo no blog. Não ligaram. Não acreditaram. Não se importaram.

Eu não estou à venda. Minhas opiniões pertencem só a mim. Podem menosprezar a semiótica do texto e continuar usando a mesma palavra nos dois posts que não estavam moderados (e olha que “leviana” não é palavra de alto uso). Podem ignorar que eu veria o horário dos posts. Podem agir na inocência (ou burrice?) e desconhecer o fato de que os números dos IPs chegam para mim com os comentários. Podem ignorar o fato de nunca terem entrado no blog antes e portanto não saber que são as mesmas pessoas que postam sempre e que eu logo perceberia duas novas usuárias postando a mesma coisa, na mesma hora… Eu não vou deixar a história morrer por isso.

Engraçado é que eu ia. Achei que já tinha coisas demais para me preocupar nesses dias. É o erro de todo consumidor, né? Ser vencido pelo cansaço…

Eis que vocês, me menosprezando e insultando DE NOVO, me dão outro ótimo motivo para continuar reclamando. E reclamar é diferente de DIFAMAR. O segundo não pressupõe motivo válido para a reclamação.

Meninas, conto com vocês para me ajudar a divulgar esse absurdo – falta de respeito seguido de pressão psicológica.

E mais uma vez, vocês mostram o que é a SÓ A RIGOR ao invés de tentar simplesmente tratar bem os clientes… Dica: poderia dar um ótimo resultado uma vez que as roupas (pelo menos as masculinas) são lindas!

Mas não vale a pena. É o lado lindo do capitalismo: cada uma dessas cidades têm outros zilhões de lojas com roupas lindas, com o diferencial do bom atendimento.

Eu não duvido que bons atendimentos tenham acontecido e pode ser que continuem acontecendo. Eu só disse que comigo não foi assim e até onde sei, tenho todo o direito de fazê-lo. Liberdade de expressão já foi inventada, certo?

O que me chama atenção e que a minha reclamação não e isolada e qualquer empresa inteligente se aproveitaria disso para melhorar seus padrões de qualidade (e de contratação…!!!). Justamente por isso existem tantos serviços de atendimento ao consumidor por aí.

Pensando bem, não acredito que uma tentativa tão infantil venha da empresa não. Eles não tem tantas lojas a toa. Mas que alguém ficou doido…ah ficou né?

Eu espero que, ao invés de tentar minar a liberdade de expressão dos consumidores, gaste-se mais tempo pensando em melhorar o atendimento ao cliente.

Enquanto eu não tiver certeza de que e assim, continuo a não recomendar a SÓ A RIGOR.

E a defender ética, profissionalismo e respeito.

E por favor, eu imploro: parem de tentar menosprezar a minha inteligência…

Um abraço às meninas queridas – especialmente às tantas que estão tão bravas com o atendimento da SÓ A RIGOR como eu,

Thaise

@ise_pregnolatto

tvpregnolatto@gmail.com

Anúncios

26 Respostas para “Mais da SÓ A RIGOR

  1. Lamentável essa postura da loja.
    Infelizmente às vezes a gente se vê obrigada a denunciar algumas coisas e essa é uma delas…
    Se a loja tem tantas reclamações assim não é apenas um dia ruim de vendedora…
    Resta divulgarmos pras demais noivas que cada uma de nós conhece, ok???
    Façamos nossa parte, noivinhas!!!
    Beijinhos, Patty.

    http://pattybarbosas2.blogspot.com/

  2. Caraca Ise, conta melhor essa história! A novela tá ficando interessante!

    By the way, como diria uma amiga minha, vendedora de mão cheia, quem trata mal os clientes pela forma como eles se vestem, esquecem que o cartão de crédito platinum mega plus cabe no bolso da bermuda.

    É de doer!
    E não se intimide não… enquanto houver liberdade de expressão no Brasil (oi, viúvas da ditadura), seu blog e suas opiniões serão sempre mto bem vindas!

  3. Não querendo parecer arrogante, prefiro muito mais as vendedoras das lojas italianas. Elas geralmente não desprezam o cliente segundo a roupa que vestem e muito menos assaltam ou fazem pressão psicológica para que você compre o produto.
    Já entrei na Louis Vuitton de jeans e tênis para perguntar se tinha uma bolsa que queria minha ex-aluna de italiano e o preço (sem levar nada) e tive o mesmo tratamento da dondoca estrangeira do meu lado. A mesa coisa na Chanel. Ao contrário do que aconteceu em uma lojinha insignificante da Rua Augusta, quando fui com minha amiga comprar o vestido de formatura e a única funcionária da loja nos medir da cabeça aos pés (por nossas roupas informais de trabalho) e voltar a falar com uma madame. Ou no Brás, quando quase mandei àquele lugar a coreana que foi grossa comigo só porque um vestido que ia levar tocou levemente o chão.
    E um viva à não-recomendação!

    • Ola meninas,

      Um absurdo a forma como diversas pessoas tratam o ser humano. Tenho certeza q praticamente todo mundo ja assistiu “Uma Linda Mulher” vamos la vendedoras, vcs nao aprenderam a licao da Julia Roberts no momento das compras??
      O q impressiona e’ esta forma de julgar o cliente baseado na aparencia, ocorre desde sempre e os comerciantes continuam cometendo o mesmo erro.
      Mtos anos atras (quando se ia a banco para sacar dinheiro) meu pai, q estava pintando a casa, precisou ir ao banco sacar dinheiro de emergencia, como cliente especial se dirigiu a tal fila. Pasmem, um dos caixas se dirigiu ao meu pai e soltou “Sr. a fila para cliente comum e’ aquela”, meu pai sacou seu bendito cartao do bolso, e o atirou na mesa do caixa “Acredito q este cartao me garante esta fila”, meu pai nem continuou a conversa com a caixa, disse para chamar o gerente e assim foi feito, meu pai explicou tudo o q ocorreu, o gerente pediu milhoes de desculpas e ele mesmo fez o saque para o meu pai. Ai, lendo o NMN vejo algo semelhante se repetir diversos anos depois, e fica a grande pergunta, qndo o comercio vai parar de ser tao classicista e preconceituoso?
      Concordo com a Juliana, realmente nao e’ arrogancia, mas aqui em Michigan-USA e’ a mesma coisa, o povo vai para o shopping fazer compras vestindo moletom de ginastica (juro q acho ate’ relaxado demais) em lojas carissimas e sao super bem atendidos, pq nao e’ a roupa qm determina o q podemos gastar. E por aqui, eles aprenderam a licao!

  4. Como Publicitária eu diria que se a loja realmente se preocupasse com a imagem, aproveitaria a oportunidade para reverter a imagem e quem sabe conseguir tirar essa impressão que causou em voce e nas suas leitoras. Sim, digo que errar realmente pode acontecer mas o mais importante é saber sair desse erro com dignidade.

    Mas pelo o que estou lendo, parece que ele conseguiram piorar a situação. Nossa! Fico imaginando (com minha cabeça de Marketeira) quantos possiveis clientes eles estão perdendo com esse post seu…

    Enfim temos mesmo que divulgar quando o serviço não é bom!

    Abraços

  5. Ai Ise…

    Imagino a raiva e indignação que vc deve estar sentindo… mas fique calma…
    Essas pessoas que julgam as pessoas pela roupa ou pelo que quer que seja, não são dignas nem dos nossos comentários, muito menos dos seus, que além de ser uma pessoa totalmente querida é muito inteligente e sempreee desde que o NMN entrou no ar sempre foi muito sincera… afinal opiniões são opiniões e se todo mundo pensasse igual o mundo não teria a menor graça…
    Mas enfim não se aborreça com essa loja, você já fechou paciência agora é esperar o casamento e se eles pisarem na bola com a roupa do seu noivo… vc tem milharess de provas que sera por pura birra então fique tranquila…
    Você fez a sua parte descreveu o que vc viveu… se alguém viveu algo tão diferente na mesma loja (se é que viveu mesmo) deixa elas pra lá… aqui no seu blog o que vale é o que vc pensa e mostra pra gente sempre…

    Eu te apoio em todos os sentidos pq sei que vc jamais falaria mal de álgum fornecedor se eles tivessem te tratado como deveria…

    Então pensa que seu casamento é mtoo maior que isso e que com certeza vc tem mtas coisas mais importantes para se preocupar….

    ÓTIMA SEMANA!!

    Bjs

  6. Nossa, eu estou indignada…
    essa atitude mostra qual a importancia que a loja dá as suas clientes… é por essas e outras que conhecemos o profissionalismo, alias, a falta de… de muitos fornecedores…

  7. Nossa…quando eu vi esses comentários fiquei indignada.
    Vamos mostrar sim a nossa voz. Se todas gritarem em um só coro, tenho certeza que esse descaso acaba.

  8. Ise, que situação, hein!
    Sou do Rio e há uma Só a Rigor a 5 minutos da minha casa. Um dia até fui lá me informar, dei uma olhada nos modelos e vi preços. A vendedora queria que eu alugasse logo o vestido (absurdo, né?). Ainda bem que eu já conhecia outras duas lojas muito melhores e muito bem recomendadas, uma no Méier e outra na Tijuca.

    Sábado aluguei meu vestido em uma loja de Caxias, isso mesmo, saí do Rio e fui à Caxias (o marido da minha mãe é advogado da loja). Pegando a linha amarela não leva nem 40 minutos. Noivas do Rio, a loja é simples, mas recebi um super atendimento mesmo antes de saberem quem eu era. Depois que minha mãe avisou que era esposa do advogado responsável pela loja.

    Me atenderam suuuuuper bem. Para as noivas que ainda não escolheram seus vestidos, indico a Vera Noivas. Os preços são ótimos e o atendimento exemplar.

    Beijos.

  9. Ise!!!!
    Que absurdo todo foi esse?
    Meu deus estou passada!
    A que ponto uma empresa chega e que papelão se presta!
    Qualquer empresa que tenha a mínima noção de marketing NUNCA faria um despropósito desse!!!
    Transparência sempre! Assumam os erros e tentem consertar! E contratem uma assessoria de imprensa pra gerenciar essa crise, pois a coisa vai ficar feia pra vcs Só à Rigor!!! Sorte de vocês q eu não achei twitter e facebook de vocês ainda… Nem devem ter, pois se assumem essa postura ridícula é pq não se importam com a opinião pública… Que pena!

  10. Mas é sacanagem, hein!!!! Que absurdo, to passada!!!!
    Quem não vai perceber a cagada que eles estão fazendo…

  11. Bom dia!!!
    Estou acompanhando seu blog há muito tempo, nunca deixar um post, mas hoje não posso deixar de comentar sobre o assunto, acho que é cultura no Brasil as pessoas serem humilhadas e desprezadas em lojas de quinta categoria e não buscarem os seus direitos como consumidor, já passei por algo parecido e apoio a sua decisão de reclamar e alertar.
    Todo bom empresário sabe que se deve dar treinamento adequado para os seus funcionários, existem pessoas que tem o dom de ser profissional e outras Não.
    Cada vez mais as empresas precisam de indicações e propaganda positiva, para isso é primordial fazer contratações de pessoas que ao menos tenham educação, qualificação e respeito, pois os funcionários são uma extensão da empresa a qual trabalham.
    Infelizmente isso aconteceu com você, pelo lado positivo foi com uma pessoa que consegue divulgar e não tem medo de buscar os seus direitos.
    O engraçado é que a empresa ainda tem coragem de piorar a situação….dá pra perceber que foram eles que postaram os tais comentários no blog.

    Bjaum
    Boa Sorte muitas felicidades…..
    Espero que tudo se resolva!

  12. Ise, pode ter certeza que nós da Lambuzando Cascata de Chocolate, faremos valer o seu direito como consumidora, vou passar este blog a todas as nossas clientes… Sou uma empresa, mas também sou consumidora, e costumo tratar os meus clientes com a mesma delicadeza que gostaria de ser tratada!!!

    Não me conformo como pessoas assim, consigam ter empresas gigantes, com certeza, as lojas de roupas menores, muitas vezes, alguma próxima a sua casa que você não dê nada, tenha um atendimento excepcional, por que eles precisam de cada cliente!!!

    Não desista mesmo, não seja vencida pelo cansaço, você tem direitos, e eles tem uma lição a aprender!!!

    Beijos

    Vanessa Stavale

  13. Não creio que eles criaram fakes só para postar no seu blog. Triste.
    Tb nunca escrevi aqui, mas já trocamos alguns emails.
    E só para constar eu ainda não comecei a procurar os trajes do meu casamento. Mas esta contra-indicação foi completamente aceita. Só a rigor no way!
    Beijos

  14. Oi Ise!!!
    Olha, apesar do nome, não sou impostora viu! rs
    Bom, vou bater na mesma tecla de antes: se fosse vc, sustava o cheque e pedia pra alguém ir nessa loja cancelar o contrato…seu noivinho vai ser bonzinho e vai experimentar outra roupa, né?! Vai que esse povo coloca pó de mico na roupa dele, gente!!!!
    Sou super a favor de colocar a boca no trombone e não aceitar esse tipo de antendimento…mas o mundo hoje tá tão perdido, que não dá pra confiar em ninguém.
    Outra coisa, vc vai passar o casório todo olhando pro seu futuro marido e lembrando da porcaria da loja que te fez passar tanta raiva…além, é claro, da roupinha amarelada da daminha. (sem contar com as fotos que ficarão pra sempre!)
    Eu acho que não vale a pena!
    Aproveito para deixar uma indicação para as noivinhas de Brasília: M.Zaniratto. Atendimento ótimo, preço justo, roupas lindas e em ótimo estado.
    Beijos!!!!

  15. Ai, ai ai, sera tão mais simples admitir o erro e tentar consertá – lo, tão mais bonito, podia até mudar a opinião negativa que deixou, né Só a rigor?
    Digamos que a moça que fez o comentário estivesse certa e fosse apenas um “mal dia’ da tal vendedora. Não se justifica. Parte da função de vendedora é ser sim simpática o tempo todo, com QUALQUER cliente, todos temos dias ruins, mas deixar transparecer para um cliente é inaceitável. É duro, é difícil? Sim, mas é que se espera de alguém que trabalha com público.
    Thaíse, se eu puder fazer uma sugestão, convence o seu noivo a experimentar outra roupa, em outro lugar, já rendeu tanta dor de cabeça essa história que o melhor seria nem passar mais na porta dessa loja…
    Acho um absurdo empressas que não sabem receber uma reclamação de um cliente.É uma chance de crescimento disperdiçada, não percebem que maus funcionários criam uma imagem pra todo o conjunto. Pena… Adoram dizer que o cliente tem sempre razão, mas é só reclamar uma vez e a razão vai toda pelo ralo…
    Bom, que essa história vire motivo de riso depois e que você volte a postar sobre bons fornecedores e coisas divertidas do seu casamento.
    Beijos

  16. Qdo eu morei um tempo no interior de SP e o carnaval fora de época ali começou a ficar famoso, um grupo de pessoas de Salvador foi conhecer o local.

    Como o festejo era durante a noite, de dia, esse grupo foi passear pela cidade e fazer compras.
    Resultado: uma das vendedoras começou a tirar sarro do sotaque desse grupo.
    Todos se retiraram do local, óbvio e dali uns 15 dias, a vendedora e loja foi processada e em pouco tempo, o local foi fechado, pois uma das pessoas do grupo, era parente de um politico *influente*!

    Mas o “melhor” detalhe: a dona do local era tbém a gerente – costume naquela região – e por isso, ficava por ali o dia inteiro e apoiou totalmente a postura da vendedora.

    Depois, essa maldita cidade onde fui obrigada a passar minha adolescencia, se pergunta porque nada ali dá certo.

    Palavra editada – *influente*

  17. É de uma estupidez atroz tal conduta…
    Errou? Peça desculpas. Não é feio, não, gente. Não tente atacar seu cliente. Afinal, “ele sempre tem razão”.

    Muitas vezes encontro comentários negativos e não concordo. Mas ng “veste a camisa” desta forma. Se a pessoa realmente teve uma experiência positiva, ela diz: “Olha, que coisa… Comigo foi tudo ótimo”. E só. Exagerando fica na cara que é fake!

    Só a rigor, lembre-se da regra: um cliente satisfeito fala de sua experiencia para X pessoas, um insatisfeito relata para 10X!
    Fica a dica.

    Bj

  18. Eu como frequentadora assídua do blog, concordo plenamente cm a Thaise…
    E se fosse uma noivinha de SP com certeza passaria longe da Só Rigor… Ridículo.
    Não merecem ter clientes honestos…

  19. OBS: Isso me lembra aquela famosa cena de UMA LINDA MULHER…

    Big mistake… HUUUUUGE mistake! hehehe

    Outro dia me aborreci com a Maria Filó. Não sei se tem aí, mas é uma loja caaaarade roupas até bonitinhas. Mofei lá dois dias seguidos e nenhuma vendedora me atendeu. Não pode né.

  20. Oi, Ise….
    Acompanho sempre seu blog, todas as vezes que vc posta novos comentários eu recebo o aviso no e-mail e corro aqui, nunca postei, mas hoje vim até aqui me solidariezar com vc….

    Irei me casar em janeiro e me senti insultada junto contigo, esta fase já é tão difícil, tentar bancar tudo, eu li sobre as dificuldades q vcs tem passado com o apartamento e poxa, ter que passar por mais essa não é fácil.

    Concordo com a guria acima que falou que vc deveria sustar o cheque. Eles não merecem seu dinheiro, nem um único centavo. Depois dessa eles deveriam oferecer os dois aluguéis pra vc como pedido de desculpas e não vir até aqui insultar sua inteligência…

    Fique calma, não deixe eles atrapalharem o momento mais especial da sua vida e do Gustavo.

    Pode ter certeza que Sò Rigor jamais terá o meu dinheiro… Obrigada pela dica. Bj.

  21. Pingback: Mais da SÓ A RIGOR : Mulher de Qualidade·

  22. Vejam só o quanto um mal atendimento pode realmente fazer uma loja perder os clientes! Acabo de fazer uma busca no Google procurando lojas da Só a Rigor e na segunda colocação está essa sua pagina, ou seja, já estou com receio de procurar essa loja, claro!
    Repudio esse tipo de atendimento e não estou disposta a correr o risco de ser atendida também dessa forma!
    Realmente lamentável postura da loja.
    Viva a liberdade de expressão, que nos alerta a respeito desses incidentes deprimentes que não cabem de forma alguma no mundo de hoje, se é que algum dia coube!
    Abraços a todas e gostei muito de conhecer seu blog! Realmente muito bom! Parabéns!

  23. Isso já aconteceu comigo na “Madame Ms” do Norteshopping. Entrei de bermuda e chinelo, solicitando um vestido da vitrine e a vendedora fez uma cara de “Será que você pode pagar?”. Mas foi muito engraçado com fui pagar com o meu “Vah Gohn Elite”…Ela até me chamou de “meu amor”. Voltei lá outras vezes e fiz questão de solicitar que outra vendedora me atendesse. A tal vendedora ainda trabalha lá…Eu poderia reclamar, mas pensei…Tenho 30 anos, tenho 2 faculdades concluídas. Já essa coitada, vai morrer aí nesse balcão…Nem chegará a gerencia tratando mal os clientes…

  24. Ahhh Acabo de adquirir um cupom da “Só a Rigor” pelo site do groupon. Ou seja, terei desconto de 83% de desconto…Já agendei…Farei questão de voltar aqui e postar meu atendimento…
    Um abraço colegas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s