Cama de solteira ou cama de casal?

Eu escrevi esse texto há uns meses atrás. Hoje, lendo o blog da Patty, pensei que seria o dia perfeito para postá-lo aqui, uma vez que faltam exatos 2 meses para o meu casamento… E vamos combinar: 2 meses não é NADA.

Eu penso na minha cama, no meu quarto, no meu irmão, na minha cachorrinha e nos meus pais no quarto do lado TODO DIA A NOITE quando deito… Lendo o texto da Patty, pensei que talvez não fosse uma sensação só minha e dela e resolvi compartilhar. Vamos ver o que sai por aí. Comentem esse post com um carinho especial 😉 Ele trata de assuntos muito íntimos e pessoais…subjetivos, portanto.

Cama de solteira ou cama de casal?         

E deitada ontem na minha cama eu percebi: eu vou fechar os olhos e quando abrir de novo, esta não será mais a minha cama!

Eu me lembro do dia em que, na loja de móveis, eu chorei, fiz bico e bati o pé para que meus pais comprassem ESTA cama especificamente. Eu não queria nenhuma outra. Lembro do dia em que voltei da escola e ela estava no meu quarto.

E eu nunca mais quis outra.

Lembro da primeira vez em que dormi na minha cama depois da minha primeira viagem internacional. Eu senti cada pedacinho dela, testei todas as minhas posições preferidas, cheirei o lençol. Que saudades!

Lembro das vezes em que eu acordei a noite e me dei conta de que a vida não seria assim para sempre. Nada é eterno. Tive medo de não me sentir segura e feliz daquele jeito nunca mais.  Mais de uma vez olhei meu quarto inteiro no escuro, cada detalhe que eu conhecia de cor e salteado. E senti a minha cama. Provavelmente a primeira coisa que eu tive de efetivamente minha nessa vida, anterior ao meu carro, ao meu apartamento, à minha primeira viagem.

Minha cama é a minha segurança. Estar nela significa que meus pais e meu irmão estão pertinho. Estar nela significa que eu estou EM CASA. Tem sentimento melhor do que o de estar em casa?

Lembro de uma vez ter perguntado à minha mãe sobre como seria se eu nunca me sentisse em casa fora da casa dela. Como eu iria me casar? Ela riu e disse que quando é assim, tudo muda. Disse que não há sensação melhor do que ter a casa da gente.

Não me convenci. Eu morei sozinha durante 2 anos e em momento algum vi meu apartamento como “casa”. Minha casa continuava sendo a dos meus pais, nos finais de semana. Ela riu de novo e disse que a diferença seria que, quando eu me casasse, eu não estaria sozinha… Não vai ter ronco, mexida na cama, chute ou pessoa que fala dormindo que vai me fazer mudar de ideia…

Não mesmo.

E a cama é a metáfora para a vida de solteira. Inteira.

Ise

@ise_pregnolatto

tvpregnolatto@gmail.com

Anúncios

18 Respostas para “Cama de solteira ou cama de casal?

  1. Querida, é exatamente assim que me sinto…
    Ainda bem que não é apenas coisa minha pq assim fica mais fácil superar tudo isso, né???

    Minha casa, minha cama, meu cantinho é aqui onde estou hoje…tenho receio de não sentir esse aconchego no novo lar que construirei com meu futuro marido. Pode parecer bobeira, coisa de menina minada, mas, gente, não é…juro!
    Graças a Deus ele me entende e me ajuda com isso…é mais fácil quando se pode compartilhar com pessoas de quem a gente gosta e nos entende.

    É uma aflição que acredito muitas noivas sentem, e dentre elas algumas escondem e outras não…

    Reflito sobre essas mudanças futuras todos os dias, rezo muito e estou melhorando, graças a Deus!
    Espero que todas nós saibamos superar essa aflição!!! Mas também, se estiver difícil temos umas }Às outras aqui né??? rs 😉

    Beijinhos, Ise e beijinhos as demais leitoras do blog também. 😉
    Patty
    http://pattybarbosas2.blogspot.com/

  2. Lindo, lindo lindo esse post!
    Eu fico neurada com essas coisas tbm. Apesar de querer mto casar, lá no fundo bate um certo medo de sair das asas dos pais…sensação estranha…
    Entendo oq vc tá sentindo. Em novembro vou tá uma pilha e vc vai me dá as dicas =)
    Nem sempre comento, mas sempre leio os posts.
    Bjuuus

  3. Ah meninas vcs vao ter certeza q a sua “nova casa” sera a SUA casa, da sua nova familia… eu tbm tinha esse medo e a 1 ano atras qd eu montei meu ape tive esse mesmo receio e hj digo A MINHA CASA… td bem q bate uma saudade da nossa outra casa, a dos nossos pais, e o bom ‘e que qd vc quiser vc pode ir la e matar a saudade da sua outra casa. Como moro no mesmo predio que a minha m~ae , devido ao fato de ter um filho pequeno e necessitar mt dela para levar oArthur na creche na epoca q me mudei, na epoca tinha 2 empregos e quase nao parava em casa. De vez enquanto vou la na minha “outra casa” e durmo a tarde na minha antiga cama de casal. NAda mais seguro que a nossa antiga cama, na casa dos nossos pais.

    Beijos a tds

  4. oi Ise… Que bom tê-la de volta!!!!

    Bom, já morei na casa da minha tia… E assino em baixo, NÃO ERA MINHA CASA, NEM MINHA CAMA!!! No entanto hj vejo nosso ap (meu e ndo meu em muitoooo em breve mesmo marido) e percebo todo o esforço que fizemos para conseguir, montar, deixar bunitinho (ainda não com a nossa cara).. E não quero mais sair de lá. Sinceramente nunca sonhei em casar, mas hj me arrependo de não ter sonhado. É o nosso LAR que estamos construindo.. E ISSO É TUDO PRA MIM!!!
    Bjsbjs

  5. Ise, esse é, definitivamente, um dos melhores posts que já tivemos no NMN! Profundo e reflexivo… E, principalmente, sobre um assunto que habita as mentes de todas as noivinhas…
    Mas queria compartilhar um outro lado com vocês, a minha versão… Amo minha casa, que ainda é a da minha mãe. Meu quarto e minha cama são tudo pra mim… É meu lugar preferido, onde me refugio, onde comemoro, onde penso sobre tudo que quero pra minha vida. Mas, ultimamente, o que mais sinto é que não estou mais “em casa”, porque o sentimento de “preciso de um lugar só pra mim” me domina… Acredito que todos sentem isso em determinado momento da vida, mas para algumas pessoas (leia-se: eu), torna-se uma necessidade, uma ansiedade dominante e, às vezes, até um desespero por ainda não ter conseguido. Sempre fui muito independente e minhas fases criança e adolescente foram muito curtas, por conta de diversos problemas pelos quais passei quando mais nova, e acredito que isso tenha colaborado para essa necessidade… Logo mais terei minha própria casa e tenho certeza que em muitos momentos sentirei falta da casa da minha mãe, mas a vantagem que tenho é que, hoje em dia, minha cama já é de casal… rsrs. Beijos! Li

  6. post mtoo profundo hein, Ise? Tenho um certo receio de nao me sentir em casa, sei la… Eh uma mudança grande… apesar q ha uns 3 ou 4 anos eu mais fico no noivo do q em casa, quase nao vejo minha mae, meu pai mora em Sorocaba… Mas msmo assim… vai q eu surto? rsrsrs =S Beijoss meninas.

  7. Oi Ise! Oi pessoal!
    Bom, uns meses antes de casar (há 3 anos atras) tive a mesma neura! Chorava todas as noites com medo de perder a minha casa! Quando casamos foi uma semana eu chorando de um lado e meu marido chorando do outro com saudade dos nossos pais. Mas claro que passa e claro que vc vai sim se sentir em casa na SUA CASA! Me lembro que eu tinha uma coisa de falar “a minha casa” e “a casa da minha mãe” pra ficar tudo bem separado na minha cabeça…rs! besteira demais! Hoje eu falo “lá em casa” e meu marido pergunta “qual casa?” pq ele nunca sabe se é a nossa, a dos meus pais ou dos pais dele! hehehehe
    Casar é uma coisa doida! E até vc se acostmar a dividir tudo com a outra pessoa, por maior que seja o meu amor, é bem complexo! O segredo é levar tudo com muito paciência e tranquilidade que as coisas vão se ajeitando e fica tudo bom demais!!!!
    Beijos!!!!
    PS – Nada de ficar estressada com os outros! O que importa é vcs! Esse povo a toa e invejoso tem em todo o lugar e deve ser ignorado!

  8. Oi Ise,meio sumida mas de vez em quando passo por aqui.Parabéns seu blog está cada vez melhor.
    Sair de casa foi a parte mais dolorosa pra mim ,mais ainda pelo fato de ter mudado de cidade após o casamento.Meu emocional estava tão abalado pelo fato de sair de casa,que passei mal no dia seguinte do casamento,dias antes do casamento peguei uma gripe e estava sem voz,mas no dia mesmo,Deus foi tão bom pra mim que estava bem.Tive crise de choro na véspera.Acho que é natural,cada pessoa reage de um de jeito.
    Passados 4 meses ,ainda estou me acostumando,mas confesso que quando saio já sinto falta da minha casa. É muito engraçado esse lance da MINHA CASA e CASA DA MINHA MÃE RSRS.Perfeito o comentário da Claúdia,estava rindo aqui,porque é exatamente o que acontece!rsrs.
    Boa sorte a todas

  9. Esse texto caiu como uma luva para o momento que estou passando…
    Domingo, depois que meu noivo foi para a casa dele, como de costume sai correndo para a cama da minha mãe para bater papo, enquanto meu pai assistia um filme na sala… naquele momento me dei conta de que eu não teria mais aquilo… não teria mais o aconchego da minha casa, pq minha, é a casa dos meus pais… por alguns instantes tive medo e vontade de chorar… não ter a minha mãe todos os dias do meu lado… chegar em casa e ouvir “Oi filha, como foi o dia de trabalho” deve ser realmente muito dificil se adaptar a mudança e diga-se de passagem, de uma hora para a outra… pq num dia vc vai estar durmindo na sua cama… no dia seguinte você vai acordar em outra cama, que nunca foi sua e ao seu lado, dormirá o meu marido…

    Apesar da felicidade de casar, construir a sua familia…. tem a tristeza de saber que não quarto ao lado, não dorme mais os seus pais…

  10. Ola Ise, ola meninas!

    Realmente assunto mto pertinente e q de fato assombra varias noivinhas.

    Ise, eu entendo mto bem qndo vc disse q morou sozinha por 2 anos, e ainda assim nao se sentia em casa…. E’ mto dificil de explicar o sentimento relacionado a toda esta situacao. Tmabem, por dois anos, eu morei fora da casa dos meus pais, e nao teve um dia q me senti em casa… Por questoes de logistica eu e o noivo decidimos morar juntos (para esclarecer para as noivinhas, moro fora do Brasil) e hoje posso dizer que me sinto em casa… No meu caso, fez diferenca qndo sai da casa dos meus pais para montar a minha “casa” com a pessoa q escolhi para passar o resto da vida. No momento em que me mudei para casa nova, senti um comprometimento diferente com o lugar… Nao foi da noite para o dia que eu passei a chamar o lugar de minha casa, foi gradativo, e so percebi q de fato me sentia em casa, qndo fiquei 4 meses no Brasil, e estava morrendo de saudade da minha casinha rs. Para mim ainda nao vejo a casa dos meus pais apenas como a casa dos meu pais, tenho duas casas rsrs Acho q mesmo sento uma situacao e sensacao mto unica, de certa forma todas nos sofremos um pouco com mudanca, pq eu seriamente acredito q nenhuma mudanca, boa ou ruim, seja assim tao facil… Mas tbm acredito que como seres humanos, somos extremamente adaptaveis e o tempo faz milagres rs
    Forca para todos as noivinhas!!
    Bjusss

  11. Oieeeee, meninas!!!

    Pelo jeito essa aflição e ansiedade é comum em todas nós, né??? Difícil a gente não ficar receosa com uma novidade, apesar de estarmos 100% certas de que é isso que queremos…
    Eu também tenho pensado muito nisso e compartilho os medos e ansiedades de vocês!!! Ainda bem que temos umas as outras para dividir esses pensamentos que, querendo ou não, somente uma noiva consegue entender!!!
    Definitivamente, um dos melhores posts do blog mesmo!!!
    Parabéns, Ise!!!
    Beijos

  12. Oi Ise! Td bem?
    Adorei seu texto e embora sempre foi meu sonho encontrar a tampa da panela e casar, sempre achava que ainda estava muito imatura p/ casar e não sabia se conseguiria assumir toda essa responsabilidade sobre a minha casa e ficar longe da minha família da minha casa. Ano passado fiz terapia por outros motivos e acabei me resolvendo com esse certo pânico que eu tinha. Hoje dá um friozinho na barriga de sair de casa p/ me casar e ir morar com meu marido, mas tudo bem natural, sem neuras. E olha que vou me mudar de cidade e ficar a 3 h de casa.
    Enfim, já leio o seu blog desde que fui pedida em casamento e recebi a aliança da mãe do Paulo que ele transformou em um lindo anel com um brilhante. Foi uma demonstração linda de amor na festa de aniversário da minha mãe de 50 anos, com 50 convidados e eu nem meus pais sabíamos de nada.
    Mas ainda vamos trocar alianças de noivado num almoço em família que será no dia do seu casamento (18/06) e nos casaremos ano que vem no dia 16/06/2012.
    Desculpe se me alonguei demais, mas como estou sem escrever aqui há 4 meses, acho que estou com crédito, né?
    Bjinhos!

  13. senti q essa semana vc tava bem reflexiva neh…

    obrigada por se permitir identificar!!…rssss…… esses dias pensava na msma coisa…. q durezaaaaa

  14. uahuahuauahauhauhauh
    Marquei a data do casamento faz duas semanas…
    E a primeira coisa que eu pensei foi “vou levar a minha cama!”
    uahuahuauahuauahuahuahua
    Nem tinha pensado nisso de ksa dos pais, ksa da gente, final da vida de solteira….
    Pensei em fazer igual a uma amiga que casou a uns anos atrás e levou a cama de solteira pra casa nova pra fazer do quarto extra de escritório/quarto de hospedes!!!
    Ela deve ter levado por isso!!!
    auhuahauhuaahuahauhauah
    Beijos e Boa Sorte!!!

  15. Ai nem fala…já sinto saudade agora da minha cama! E de td q acrescenta minha vida aki, Apt 201 do número 115 … rs … será vida nova, com gostinho de saudade e coisa boa. Delícia!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s