Antes e depois. Ou melhor: antes e durante!

Não cheguei ao depois ainda. Vai ficar ainda melhor.

Quem me acompanha há um tempo, sabe que em lá para setembro ou outubro do ano passado, inspirada pelo blog da Biessa, eu tomei uma grande decisão na minha vida: de me cuidar e finalmente emagrecer.

Para isso, segui a indicação de uma professora que trabalha na minha escola e marquei uma consulta na Dra. Adriana Moretti. Eu não sabia quem ela era, eu não sabia nadica. Demorou 2 meses para minha consulta acontecer – e isso porque fizeram uma forcinha para me marcar antes por causa da escola onde trabalho…- mas no dia e hora marcada, lá estava eu, disposta a começar uma nova vida.

As sugestões da Dra. Adriana viraram para mim regras quase que absolutas. Se eu já havia desistido de emagrecer, eu finalmente vi um bom motivo para tentar algo diferente e sério uma vez: eu simplesmente não podia ver um álbum de fotos no qual eu estava investindo tanto do meu dinheiro e do Gustavo enfiado no fundo de um guarda-roupa qualquer, escondido, simplesmente porque eu não aguentaria me ver de noiva gorda daquele jeito.

Juro que essa foi a minha motivação. Não foi o Gustavo, que nunquinha deu a entender que me achava gorda ou feia – na verdade ele já me conheceu com meus 72 kgs… Não foi o vestido de noiva, não foi o casamento em si. Foi a possibilidade da lembrança de que eu estava feliz, mas que não gostava de mim.

Isso faz sentido para alguém? Na hora nada me doeu mais o coração do que pensar que eu não teria condições de ver meu ultra álbum de fotos vestida de noiva, nunca mais. Não mostrar para meus padrinhos, meus filhos, meus netos por ter vergonha de ter deixado as coisas chegarem naquele ponto. Mas não foi desleixo….foi uma mescla de falta de informação com resultado de vida muito corrida onde a gente acaba se deixando para lá e para depois. Eu sempre faço isso.

Umas duas ou três vezes eu fiquei mal. Entre chuvas em Santa Catarina, Rio, campanhas do agasalho, eu tirei chorando cada uma das minhas roupas enfiei em uma sacola e pedi para que minha mãe doasse a quem usaria – afinal eu jamais ficaria daquele tamanho de novo. Aquelas roupas eram, sem brincadeira, metade de mim. Eu havia dobrado de tamanho em cerca de 5 ou 6 anos. Eu vi isso acontecendo. Eu não consegui parar. Eu não sabia parar.

Mas mãe é mãe, não adianta. Ela despachou minhas roupas sim (temos um lema aqui em casa de que energia tem que circular: quanto mais coisa vai, mais coisa vem….) mas guardou algumas peças. Peças que ela sabia que eu adorava – e algumas que ela adorava também.

De novembro para cá, eu perdi peso todos os meses em que voltei para fazer o controle com a dra. Sempre entre 1 kg e 2kg. Mas certeiros, gordura e não musculo. Ganhei musculo até. O mês em que frequentei a academia foi uma benção atrás da outra: noites maravilhosas de sono, -1,700 kg de gordura pura em 3 semanas, pernas já durinhas. Voltar para a academia dos funcionários vai ser a primeira coisa que vou fazer assim que a tempestade casamento-apartamento passar.

Mês passado engordei. 1 kg. 700 de gordura e 300 de músculo.

Eu já sabia que tinha engordado antes de chegar lá: eu comprei uma ultra balança digital assim que comecei o tratamento. Parei de perder as calças (estava num ritmo insano de uma calça jeans indo embora a cada 15 ou 20 dias).

E eu já sabia também o que havia acontecido: nervosa com o casamento, as médias para fechar (alguém aí sabe o que é final de trimestre na vida de professor?!), nervosa com o apartamento, mil coisas para fazer ao mesmo tempo e o Gustavo viajando a trabalho… eu comi, comi, comi e comi chocolate. Compulsiva, sem sentir o gosto, para acalmar. Deve ser a mesma sensação que meu pai sente com o cigarro, sei lá. Eu simplesmente larguei a academia e engoli chocolate como quem toma pílulas de calmante. Pílulas que totalizavam 1 kg diário.

Vamos combinar, eu engordei quase nada perto do cenário de caos. Eu estava nervosa, chorando e muita gente complicou as coisas nessa época: foi de convite não entre em mãos a convite desaparecido nos Correios. E o povo buzinando na minha orelha por tudo isso e mais um pouco. Porque eu não sabia onde ia morar. Porque a gente não tinha nada. Porque era besteira gastar dinheiro em festa. Vocês lembram, né?

Fiquei MAL. Fiquei tempos sem aparecer. Não tinha forças. Aí um dia me deu aquele estalo das energias e inveja (de novo minha mãe que me fez sacar o que estava acontecendo…) e escrevi aqui…e lavei a alma com o carinho de vocês. Acho que não conheço quase ninguém daqui pessoalmente, mas acreditem… é um verdadeiro grupo de amigas! Tem tanta gente na minha “vida real” que não me dá nem um pingo do apoio que vocês dão…

A Dra. Adriana não me julgou, não me culpou. Acho que eu tenho trauma de dentistas, porque eu não usava o aparelho e tomava bronca atrás de bronca! hahahaha Dentuça até hoje. Quase desencanada. Quase. O dia em que eu achar um dentista que me entenda, vou voltar para essa vida.

Anyways, ela me olhou bem e me disse que não era o fim do mundo e que eu estava passando por uma fase difícil, de estresse. E que eu precisava observar meu corpo respondendo para retomar o controle. Ela me receitou duas coisas especiais: algo para segurar meu impulso louco por doce no momento de estresse e para melhorar meu intestino – e consequentemente minha pele, ânimo e leveza. Eu nunca tive espinhas na vida. Nem na adolescência. Eram raras apesar de eu ter simplesmente ignorado todo e qualquer cuidado que não fosse o higiporo (lembram?) uma vez por mês e olha lá. Mês passado, elas começaram a aparecer.

Ontem, 10 dias passados da minha última consulta com a Dra. Adriana. 60,8. Hoje cedo 60,5. O peso do corpo varia muito durante o dia: se vocês se pesarem várias vezes vão perceber. Tem a ver com hidratação, água no corpo e tals. De manhã a gente pesa menos do que a noite. Bem menos. Coisa de 1kg algumas vezes. Isso significa que não só perdi o kg que ganhei no mês passado, mas que além dele perdi outro 1,5 kg.

Da primeira pesada que eu dei na minha balança (72,1) para hoje cedo (60,5) são -11,600 kg. Claro que preciso esperar a próxima consulta para ver o que de fato está indo embora aí…mas fiquei tão animada que fui experimentar uma calça jeans querida que eu usei por alguns meses em 2004, no meu segundo ano de USP.

Eu já havia experimentado há uns 2 meses atrás e ela não subiu na coxa.

Hoje entrou e fechou.

Saí correndo e fui mostrar para a minha mãe.

Ela me olhou e disse: Viu como eu tinha razão em guardar?

Não aguentei e comecei a chorar de felicidade, como eu chorei só 3 vezes na minha vida: quando passei no vestibular, quando pousei na Itália pela primeira vez e quando vi a nota azul da última matéria que faltava para a minha colação de grau no Sistema Júpiter.

-Mãe, eu nunca achei que fosse usar essa calça de novo. Ela tinha metade do meu tamanho! Não acredito…

Tipo, a calça nem tem um corte da moda, nem nada. Vai contra a skinny que eu tanto gosto e uso hoje. Mas para mim foi extremamente simbólico. Eu estou quase no meu normal. No que eu pesava com 20 anos, na época em que tive o problema hormonal.

Nas contas menos absolutas, ainda me faltam cerca de 8% de gordura corporal para estar no limítrofe da saúde. É bastante coisa. Mas para quem saiu de 35% de gordura no corpo e 1100 de gasto calórico em repouso por dia, estou bem feliz com meu 28% e quase 1500, viu?

Quem já estave acima do peso (de verdade…não vale o clássico “quero emagrecer 5 quilos para ficar como quando eu tinha 15 anos…ah, sério….vai cagar!!!!!!), sabe que você é obrigada a mudar seu estilo de roupa. Você perde todo o estilo. Não adianta falar que não. Moda gordinha e tals…bullshit. Eu sempre usei saltão, roupa curta, combinações mil…e depois que engordei só podia usar os mesmos tops e sutiãs de alça larga com blusas e batas bem largas na barriga e calças jeans de cintura médio para alta. Nada de short. Só bermuda. Com as mesmas blusas largas que não marcam, mas fazem com que você se sinta o ser humano mais desleixado do mundo. Não dá para ficar mais de 5 minutos de salto. Dói pé e perna. E joelho. E aí você vai acostumando às mesmas 5 mudas de roupa sempre. Não inova, não tem como. Não cria. Não coloca peça sobre peça, faz muito volume. Usa quase tudo preto ou branco com jeans escuro. Foge das estampas. Não se pesa.

Conheço bem os rituais.

E como eu tenho outras novidades, resolvi linkar tudo e contar. Sabe como começou essa coisa de provas todo o meu guarda-roupas de magra? Na segunda vamos gravar aquela retrospectiva maravilhosa da Tempo Digital. Eu tenho que fazer 3 trocas de roupa para o E-SESSION. E o diretor havia pedido para que uma dessas roupas fossem bem casual….calça jeans e blusinha (tô cheia das novidades, mas não posso desembuchar de uma vez – vivo com umas e outras no twitter de vez em quando…”segue eu” [sic])

Calça jeans? Mas não tenho nenhuma que tenha aguentando o tranco dos últimos dias.

E aí me deu o estalo de experimentar aquela – que nem é a que eu vou usar nas fotos porque não gostei do caimento do corte largo das pernas em 2011. Mas poderia ser…

E aí, enquanto experimentava algumas coisas, pedi para a minha mãe bater umas fotos para eu colocar aqui. Quem sabe, sendo um pouco pretensiosa, eu posso estimular alguém que estava quase desistindo como eu o mês passado. Quem sabe tem alguém aí nesse momento quase tomando coragem para levantar e devorar uma caixa de bombons. Quem sabe tem alguém se achando uma inútil como eu por não conseguir fazer dieta ou ir à academia.

Obesidade é doença. E precisa dos cuidados de uma série de profissionais. A gente tenta sozinha e se frustra. E passa anos fugindo do espelho, dos shoppings, da balança…e simplesmente tenta não pensar.

Pedir ajuda aos profissionais certos é fundamental. Achar uma dra. Adriana na sua vida é um milagre. A agenda dela está fechada há meses… Eu não tenho a menor dificuldade em entender o porquê.

Então resolvi postar umas fotos. Eu tinha pretensões de emagrecer 1 kg por mês até o casamento, no cenário mais otimista da minha cabeça. Seriam -8 kg. Estou no -11,6 kg. E não passo fome, não passo vontade, não fico triste. Muito pelo contrário: simplesmente percebi que meu controle deixa meu corpo responder como eu quero. Mas mais do que isso: entendi que muitas vezes a gente não consegue adquirir esse controle sem ajuda: seja ela medicamental, psicológica, psiquiátrica até, de medicina alternativa ou de simpatia. Onipotência nunca foi o forte de quem está com problemas…

Espero que possa compartilhar um pouquinho da felicidade que eu estou sentindo hoje com vocês. Porque amanhã para mim, é vida nova: vou voltar para minhas roupas de magra. Estou aposentando as bermudas, as calças gigantes, as blusas largonas. Quero simplesmente me sentir que mais do que a minha auto-estima, eu reconquistei meu estilo e meu direito de ser eu, do jeito que eu me gosto.

E agora sim eu vou saber meu álbum de casamento de cor e salteado. E a E-SESSION. E o trash the dress (oh shit, não me aguentei….hahahaha novidade 2…).

Um brinde à nós.

Para mim, suco de melancia sem açúcar, por favor.

2010, Verão na Itália. Umbria Jazz em Perugia. Blusa larga e legging. Um clássico.

Ainda Julho de 2010. No tram em Milão. Zilhões de fotos que evitei tirar em pé.

Uma das raras de corpo inteiro, mesmo dia do tram (julho/2010). Bermuda e blusa preta larga debaixo de 45°C. E meu corpo como foi por 6 anos.

Ainda julho de 2010, bermuda e tentativa de usar algo um pouco menos largo por causa do calor. O bolerinho é obrigatório na entrada das igrejas.

Baile de formatura da minha melhor amiga (e madrinha!). A ideia era tirar uma foto da minha trança, mas eu só consigo ver as banhas das costas pulando para fora do vestido...

Julho de 2009 em BH - quando eu e o Gustavo começamos a namorar. Calça jeans escura e voilà....blusa preta larguinha.

2009 - Ouro Preto. Não, eu não estava grávida.

Bar em SP - janeiro de 2010. Atenção ao tamanho do meu rosto.

2009 - com ex-alunas queridas.

Bom, chega né? Tem zilhões de pastas de fotos que eu nem abria para olhar. Mas sabe, agora é um gostinho diferente: eu consegui. Eu superei.

Bom, ainda falta um longo caminho para chegar ao final. Por isso eu digo que este é um “antes e durante”. Eu tenho festa de casamento, lua de mel de meio mês e mudança radical de hábitos alimentares fora de casa de Mamis a encarar.

Mas vamos focar no durante então:

Essa foto é da véspera da minha primeira consulta com a Dra. Adriana, no início de novembro de 2010.

Essa é do início de fevereiro - reparem que eu não passo vontade mesmo! rs Mas acho que já dá para ver meu rosto bem mais fino e minhas mãos também.

Um mês depois, no Carnaval. Em Lagoa Santa-MG

Final do mês, quando o Gu me levou no Bar do Batata e eu dei vexame não aguentando nem metade da minha batata suíça pequena. Em outros tempos...

Não tenho fotos de maio, acho. Até tenho, mas não apareço em nenhuma. Coincidência?

E de hoje, durante as tentativas com as roupas que minha mãe havia guardado:

A tal da calça, que desencadeou tudo isso...

Tentando ver como ficava com a blusa que eu estava usando quando eu e o Gu começamos a namorar - mas sério, eu tinha chorado de emoção, borrado a maquiagem... não olhem para a minha cara! hahaha Meu irmão disse que eu estou um monstrinho nessas fotos. hahahaha Nem ligo! Monstrinho, mas com 60,5 kg! =P

Testando o único conjuntinho social que sobrou para contar a história..

Mostrando para a Mamis que ele está....LARGO!

Só a calça.

Calça jeans tamanho 40 - que eu vou usar na e-session. E blusa que eu amo...larga! Obs.: Sandalinha que eu comprei em Milão da primeira vez que fui (e por isso ela é querida demais!) mas que não conseguia usar porque estava me apertando...também larga! Eu emagreci no pé!!! Nem sabia que isso existia...

Vestidinho de quando eu era adolescente. Esse até meu pai veio ver da sala não acreditando que tinha servido. Era meu chuchu, amado...comprei e usei uma vez só. E guardei para admirá-lo. Num dia de fúria, pedi para a Mamis doar...mas ela guardou. É de veludo, com transparências e minissaia. A bota cano longo também não fechava mais o zíper nas minhas panturrilhas...

Essa foi a última calça jeans que comprei antes da consulta com a Dra. Adriana. Foi bem difícil de achar, rodei o shopping todo até que achasse uma que entrasse e não deixasse metade do meu bumbum de fora. Achei essa, caríssima. E número 46. Um 46 bem grande.

Vou por outra dessa foto porque é a maior alegria para mim olhá-la. Vocês não podem imaginar o tanto que eu chorei esse dia depois de experimentar todas as calças do shopping e não encontrar UMA que entrasse em mim. E não foi só calça. Tentei gastar dinheiro aquele dia, saí do shopping com -1 real: a casquinha do Mc...

Todo mundo tem dificuldades. Não importa se é engordar, emagrecer, arrumar dinheiro, não saber onde gastar dinheiro, ter um noivo mais romântico ou menos pegajoso, ser mais romântica ou menos pegajosa, conseguir ser fiel, conseguir analisar todas as possibilidades, acreditar ou aceitar realidades, estudar ou trabalhar…enfim. Não importa qual, todo mundo tem.

Acho que ficamos mais sensíveis a elas antes do casamento porque a gente tende a olhar um pouco para a nossa vida, faz planos para os futuros e vê um início. É tipo Ano Novo. Dia comum. Você dorme em um ano e acorda no outro, mas cheia de vontade de mudar tudo que não está bom. Comer lentilha, começar dieta, fazer o tal curso, casar…

Desculpem minha psicologia barata ou tom auto-ajuda, não é a intenção. Eu só busco explicações para o que acontece comigo e aplico como regra no mundo. Mas se tantas de vocês me escrevem e dizem que se identificam tanto com meus comentários e vida de mulher-noiva-filha-profissional-parenteinjustiçada… superar grandes dificuldades deve ser difícil para todo mundo como é para mim.

Mas dá. E eu só consegui porque um dia li o blog da Biessa e pensei: ela tem TODA A RAZÃO DO MUNDO.

Espero que este humilde post possa servir para que a gente lembre sempre de que dá. Não importa quanto parece que o mundo conspira contra. Persistência é a chave. Mas as pessoas que te empurram são a fechadura inteira…

Obrigada, meninas!

E bora superar tudo que a gente tem que superar!

Ótimo final de semana,

Ise

@ise_pregnolatto

@tvpregnolatto@gmail.com

Obs.: Eu estou entre muitas aulas (já viram qto custa qq continha de apartamento novo por aí?????), coisas do casamento, apartamento a ser montado por inteiro (mais o enxoval…)…então às vezes eu sumo. Mas não pensem que não dói. A Sabri está metida num projeto aí e deu uma sumida também. Mas não deixem de fazer uma visitinha para a gente e ver o que está rolando… Vocês podem assinar o blog e receber os posts por e-mail. Só não assustem que eu nunca confiro nada antes de postar…então o que chega no e-mail nunca terá sido corrigido. Vou pegando as barbeiragens com o tempo…

Anúncios

27 Respostas para “Antes e depois. Ou melhor: antes e durante!

  1. Já comentei no seu facebook e mais uma vez digo que fiquei emocionada com seu post, até porque sei muito bem o que é a luta pra emagrecer. Parabéns, mesmo! A gente tem de fazer e ser aquilo que nos faz feliz. Gostei bastante das fotos e que diferença! E que corpinho! Adoooro! Não vejo a hora de te ver vestida de noiva, terei de usar maquiagem à prova d’água! Muito mais sucesso na empreitada do depois. beijo, beijo, beijo

    Lua.

  2. Parabéns, Ise. Força de vontade realmente é a chave da transformação. Mas para nos apegarmos a ela temos de ter um motivo convincente, e por que não o casamento? Sabe que eu também perdi muitos quilos, 9 ao todo. Não foi exatamente para o casamento, na verdade foi um pouco antes de começar a planejá-lo, mas de qualquer forma, sei bem o que está sentindo. Certamente, ficará muito bela de noiva, e irá “gastar” as fotos de tanto vê-las. Esta fase pós-casamento também é otima, você vai ver. Beijo grande!

  3. Ise.

    Não tenho nada a comentar.
    Eu passo isso na pele. Hoje – com exatos 32 kg a menos e a certeza de que ainda tenho mais 5 meses de emagrecimento pela frente – sou outra mulher.
    E não me refiro a aparência só. Mas sim às escolhas, à maneira de lidar comigo e com o mundo.
    Me refiro à segurança em ser. E ponto.

    Porque só sabe o que é – e o quanto influencia em todas as nossas escolhas – quem já foi obeso um dia.

    Feliz.
    Feliz por te ver tão bem.

    Feliz por você.
    Feliz – sobremaneira – por mim.

    #amo. 🙂

  4. Nossa Ise!! Que mudança!!!
    Parabéns!!
    Do carnaval (ultima vez que te vi) até hoje fez ainda mais diferença e está mais linda ainda!!
    Fico muito feliz e emocionada por você, pois sei exatamente como vc esta se sentindo.
    Perdi em 3 meses pouco mais de 11Kg,.To tomando remedio como vc (dosagem um pouco menor), mas mudei radicalmente meu habito alimentar e minha vida.
    Me sinto mais leve, mais saudável, não como doce nenhum desde antes da Pascoa (na verdade acho que neste periodo comi só umas 3 vezes pequeninos pedaços), nada de fritura, muito yogurte desnatado, granola, pao de forma light integral, requeijao light (Afina, formei em nutricão, não poderia negar…, apesar de não atuar).
    Começei aulas de JUMP (uma das ginásticas aerobicas que mais perde caloria… e faço na hora do almoço, portanto, almoço menos até por falta de tempo).
    Ainda falta 1 ano para meu casamento… ainda quero menos 2Kg, mas se perdesse 5 ia ser o perfeito para mim.
    Meu médico (meio – bastante- doido) me disse que era para escolher… ou prazer de comer chocolate ou prazer em ser magra. Optei pela segunda opção. Ele me perguntou se eu conhecia alguem que comia mto chocolate todos os dias e que fosse magra… pra ser sincera, realmente não conheço. Pode existir, claro, mas esta aí tem o presente divino de ter um metabolismo altissimo, o que eu não tenho. E o que não concordo 100%, nem pela forma meio grosseira de falar, ainda terminou: Vc tem que escolher entre ter prazer na boca ou na “bunda”. Achei péssimo ele falar isso para uma paciente mas tudo isso que ele falou, mesmo forte demais, me fez pensar e sempre antes de querer comer doce lembrava dele.
    Bom, falei isso tudo só para ressaltar aqui no seu post (meu lado nutricionista entrando em cena) que um dia iremos parar de tomar o remédio (na verdade eu ja estou até diminuindo a dose), e portanto em paralelo a esta ajuda medicamentosa, temos que promover um HÁBITO de vida saudável, focar num objetivo e seguir ele, malhar mesmo… não tem como fugir… gostando ou não, nossa vida é mega mais sedentaria do que nossos antepassados e portanto precisamos ir para academia mesmo para gastar as calorias que precisamos..
    E além do exercício fisico, temos que estar atenta nas nossas escolhas sempre.. inclusive nos finais de semana, festas e datas comemorativas. Não estou falando para se privar sempre, mas realmente temos que fazer dos doces e frituras uma exceção!!
    Comam bastante folhas e legumes (inicie a refeição por elas que assim comerá menos o resto), prefira frango ou peixe, coma carnes cozidas ou grelhadas.
    Prefira produtos desnatados, lights, integrais, mas mesmo assim, não abusem na quantidade.
    Frutas como Pêra, Kiwi, morango que quase não tem calorias.. banana é bom, mas coma alguma coisa de preferencia integral junto para evitar picos de glicemia…
    Um lanche a noite como um misto quente, pode parecer criminoso mas é ideal… escolha o pão de forma integral light, peito de peru e mussarela light e na hora de fazer, passe pouca manteiga só do lado de fora! E quem nao tem problemas de pressão, podem até usar catchup para temperar!!

    Aff.. desculpe meu mega comentário.. quem quiser mais dicas básicas assim, pode me perguntar.
    Só queria mesmo reforçar que temos que estar MUITO atentas com isso pois se pararmos de tomar o remédio sem termos mudado nosso hábito, estatisticamente na maioria dos casos o efeito é voltar ao peso inicial anterior ou até passar dele!
    Portanto, tomem cuidado e cuidem-se, não só para o casamento, para saúde, para terem filhos e poderem aproveitar a vida e até curtirem o casamento dos outros…
    Que venha o casório da Ise!!!

    Beijão linda!! Força e mais uma vez parabéns e fico feliz pelo sucesso!!!!

  5. Ise, VOCÊ TEM TODA A RAZÃO DO MUNDO!!!!
    Como é bom ler isso que você escreveu, como é bom ver que você conseguiu! Lembro do post da primeira consulta com a dra Adriana, lembro como achei legal e que pensei “eu devia fazer o mesmo…”. Agora eu mudei o pensamento: “eu TENHO que fazer o mesmo!”.
    Não vejo a hora de acabar a minha correria da faculdade (me formo esse semestre), pra poder cuidar um pouco de mim, coisa que deixei de lado nos últimos 5 anos e meio devido à carga horária do trabalho+faculdade e, como você, tb tive problemas hormonais… aí já viu, né… belíssima combinação… hehehe
    Vou procurar uma “dra Adriana” por aqui, aliás, será que ela não tem indicações, não?
    Beijoss

  6. Ai Ise, te falei ontem, mas repetirei aqui. Chorei lendo esse post, lembrei de cada vez que eu fiquei arrasada por não achar nenhuma calça ou blusa que me coubesse.
    Fiquei emocionada em ver que você chegou lá, conseguiu. Continue com essa força miguxa

  7. Parabéns Ise…vc é mto bonita.
    Tenho certeza q estarás belissima no seu casamento e serás mto feliz.
    bjinhos

  8. Bom Dia Meninas!

    Nossa acordo hoje cedinho… enquanto meu maridinho esta nanando , para procurar um lixo que caiba em nosso banheiro… e quando entro no meu e-mail vejo o seu post…
    Aqui sentadinha na sala da nossa casinha… depois de todo o turbilhão do casamento… que já vai fazer um mês… eu me emociono lendo seu post… DENOVO Iseee vc vive me fazendo chorar eu hein rsss….
    Bom te considero uma grande amiga virtual… e leio todos os posts desde que vc começou… e só tenho uma coisa para te falar…
    PARABÉNS VOCÊ É UMA VITORIOSA!
    Desde que vc começou o seu tratamento, eu vejo vc falando da perseverança é força de vontade que vc tem para emagrecer… e o que mais me chamou a atenção é que vc quer emagrecer pra vc e não pro Gustavo ou para os outros…
    Eu fico estremamente feliz de ver essas fotos… você esta mais linda, mais magra e visivelemente calma e feliz… os tumultos do casamento deixam a gente meio pra baixo as vezes… ficamos com tantas dúvidas… e eu fico imaginando vc que além de ter que se preocupar com tudo do casamento, ainda tem que ter a força de vontade de não mudar o foco da sua dieta…
    Enfim… parabéns mais uma vez você é linda e com certeza estará MARAVILHOSA em seu casamento… tenho certeza disso…
    E vc merece todos os elogios afinal é um exemplo de força de vontade e perseverança!
    Que vc tenha um final de semana incrível!!!

    Beijos

  9. Faz isso não Ise, que a gente chora!
    Mais de uma vez eu fali aqui o quanto você me ajudou sem saber e é verdade, me inspirei na sua luta e marquei consulta na clínica da Dra Adriana, ela não tinha horário, então me consultei com a Dra Camila, mas ela foi maravilhosa também.
    Meu corpo mudou muito em um mês, já me reconheço de novo váras roupas voltaram a servir. Imagina o que era pra uma consultora de moda só ter 3 ou 4 roupas que servissem! Eu estava me sentindo cada vez mais desesperançosa, agora tenho ânimo de novo!
    O melhor de tudo foi que eu finalmente aprendi a comer, não tem segredo, a gente tem que ser saudável todo dia até pra poder comer uma bobagem de vez em quando. Tem que fazer exercício, não tem fórmula mágica.
    Você falou do quanto sente que tem amigas aqui. Eu também. Você e a Sabrina tem sido maravilhosas e nem dá pra falar do quanto eu tenho que agradecer, senão vou chorar de novo.
    Espero te conhecer pessoalmente um dia, amiga virtual, aí tomamos um suco juntas (pode ser maracujá, detesto melancia, rs)
    Beijos
    Carol

  10. Parabéns! Inaugurou um Emagrecentro perto de casa e aí as desculpas foram por água abaixo, graças à Deus!- o tratamento é ótimo. Engraçado como em uma semana a gente não aguenta mais comer as coisas que comíamos anteriormente, né ? O paladar muda mesmo, coisas que eu adorava já acho com gosto de terra ou então hiper salgadas. E a maior felicidade nem é a perda de peso e sim a porcentagem menor de gordura! E eu, ao contrário da grande maioria, adoro fazer carbox, já foram 9cm de cintura em menos de um mês.

  11. Parabéns Ise!! Vc conseguiu!!
    Agora pensa que só faltam “detalhes” rsrs…Estou acima do peso tb e determinada!! não vejo a hora de começar minha dieta! depois de ver esse post eu tenho fé que tb vou conseguir! beijos e cuide-se!!

  12. Só tenho uma coisa para te dizer: muito obrigada!
    Muito obrigada por compartilhar sua história com a gente, muito obrigada por ter coragem de falar tudo isso pq é difícil falar tão abertamente de sentimentos trazidos pelo excesso de peso, muito obrigada por dar forças e fazer a noiva aqui a não desistir nas primeiras 500 gramas ganhadas depois de ter começado o projeto noiva em forma.
    Comecei o meu projeto nova em forma no dia 26/04 e até agora (13/05) perdi apenas 2 quilos e isso está me deixando extremamente chateada, estou indo para a academia de segunda a sexta, fazendo muito exercício aeróbico e esperava que a balança acusasse meus quilos a menos mais rápido! O meu instrutor disse que devo estar ganhando músculo também e não devo ficar me pesando toda hora para não ficar neurótica. Estou fazendo dieta direitinho, comendo certinho mesmo e as vezes isso me deixa meio mal porque adoro uma pizza e chocolate, mas a vida é feita de escolhas né.

    Parabéns e mais uma vez, muito obrigada!

    Krisley

  13. Oiiiii Ise. Eu assinei e recebo seus post por email sempre. Pra mim é mais prático pq normalmente eu leio no trabalho.
    Acompanho diariamente e te sigo no twitter. Então sempre estou por dentro do que acontece.
    Adoro o que você e a Sabri escrevem. As dicas que vocês dão são impagáveis também.
    Fiquei super feliz por essa conquista sua. Isso nos mostra que com determinação tudo é possível, como você mesmo falou.

    Parabéns e desejo tudo de bom pra você nessa etapa pré, durante e pós casamento.

    Eiiii, e depois que casar, pleaaaaaaaaase, continue escrevendo para nós noivas e namoradas neuróticas. Hahahahaha

    Beijão

    Marci

  14. Ise, Fiquei muito feliz por vc.
    Desejo consegui a mesma coisa. Perder 10 kilos.
    Li seu blog comento uma barra de chocolate da Cacau Show. Isto me preocupou pois não sou muito fã de chocolate.
    Boa sorte. bjs Fabo

  15. Ise, otimo exemplo e excelente vc dividir com todas nos, pq com certeza eh a busca de todas estarmos lindas no nosso casamento. E a beleza reflete a feicidade que sentimos com nos mesmas.
    Congrats!!! You look great!!!
    Bjs
    Nah

  16. Ise vc tá óóóóóóótima!
    Lindo exemplo. Mas fiquei curiosíssima com esse seu comentario: “Ela me receitou duas coisas especiais: algo para segurar meu impulso louco por doce no momento de estresse e para melhorar meu intestino – e consequentemente minha pele, ânimo e leveza.”

    Conta o segredo que ela te passou? Por favor???
    Preciso muuuuuuuuuuuuuito!
    Parabéns

  17. Ise, mais uma vez me identifiquei SUUUUPERRR!!!….
    eu sei exatamente o q é vc rodar loucamente, por semanas a fio pra encontrar uma desagraçada calça jeans q te sirva. Comprar roupas vira uma sessão de chicotadas na cara, é sofrido e depressivo.
    Eu engordei 12 Kg em 4 meses por causa de uma merda de anticoncepcional….. há 2 anos tento voltar ao meu peso, mas como a gente sabe os anos passam e vc já ñ emagrece c/ tanta facilidade…. e vc vai em médico atrás de médico, e cada um te passa um remédio q te faça mais mal, uns dão tontura, outos vomito, outros nervosismo….. qdo. resolvi casar mandei tds a merda e comecei a caminhar (na rua pq to s/ grana p/ pagar academia)….. consegui emagrecer 2 Kg. é pouco mas dá um animo a mais….
    Semana passada fui fazer a pimeira prova do meu vestido, e foi demais ver a costureira marcando o vestido quase td p/ apertar…… ñ vejo a hora de entrar na minha calça jeans q amava há 10 anos atrás q tb está guardada…kkkkkk…..
    Só posso te dizer uma coisa, se sentir bem é o q importa!!!!!!!!!! PARABÉNSSS por dominar sua felicidade!!!

    Bjusss

  18. Não podia deixar de comentar neste post, sempre vejo as atualizações de vcs, mas essa é especial, acho q quase todas as mulheres vivem na luta constante da balança e vi quando vc colocou sobre a primeira consulta e toda sua luta para o casamento do seus sonhos, vivo e sempre vivi na luta com a balança e ver esse resultado tão positivo só me faz eu lutar e não desistir jamais….rs
    Me identifiquei mto com cada neura, cada desespero e mtas risadas tbm dei com seus comentários…
    Entrei em contato com as meninas da Top e elas são demais mesmo, entrei em contato com o Buffet Kamide, bem que vc falou da Camila super atenciosa,uma fofa. É engraçado esse “vinculo virtual” que se cria depois de ler tantos post seu, ficamos na torcida para que tudo dê certo e que seu casamento seja um sucesso. Gosto demais do seu site e torço pelo detalhes finais do seu casamento sair do jeitinho que vc gostaria que saísse. Ah mais um detalhe q adorei vc é Palmeirenseeeee… rs

    Ah caso precise de uma ajudinha a mais, o Juan( amigão meu) trabalha no Hotel Estanplaza da Funchal é lider ou chefe da recepção, fala q vc me conhece, se ele não atender as expectativas me avisa q puxo a orelha dele….rs

    Aff… acho q escrevi demais isso q dá nunca escrever…mais hoje resolvi tomar coragem ficava com vergonha antes, ate comentei com a Gabi da Top….ela deu risada e falou pra eu comentar então estou fazendo.

    Bjus e sucesso pra vc e pro Gustavo.

  19. Me arrependi de ter lido o post (hein? como assim????) pq vc perdeu a minha cara de uau!!! que linda!!! acompanhado de um grito aew!!!! (que não foi bem recebido aqui na escola)

    Dai mostrei pra minha chefe e ela tb falou parabens e não acreditou quando eu falei que foi em menos de um ano!!!!!

  20. Ahh Ise,

    Parabens!! Vitoria sua q veio de mta determinacao!! Estamos aqui, todas celebrando com vc, esta grande mudanca que vc abracou, como todos os seus projetos, e dominou com toda a sua capacidade que e’ tao admirada por nos!

    Parabens, vc esta linda, e o mais importante, vc esta bem com vc mesma!!

    Bjuss

  21. Amigaaaa,

    Só vi esse post agora e eu estou de queixo caído e feliz demais por você!
    Você tá linda!!!! Parabéns mil vezes!!!!

    Me emocionei várias vezes durante o texto, mas nem tenho mais palavras. UAL e Fiofio pra você!

    Beijos…

  22. Ise acompanho seu blog faz um ano mais ou menos, eu acho…bom desde que comecei a pesquisar coisas para meu casamento… E li este post hoje…
    Fiquei super feliz por você e principalmente por ter a certeza de que muitas pessoas que te acompanham serão influenciadas por seus comentários, pelas fotos, que são a “prova real” de sua mudança e que vale a pena!!!
    Parabéns, nada melhor do sentir-se feliz!! E isto ficou claro em seu post!

  23. Me inspirei completamente..a batalha é dura mas o gostinho da vitória é doce…
    estou no mesmo caminho..bem divagarzinho mas vencendo dia após dia..

    Parabens!!!

    Bjuu

  24. :~
    To com um pouco mais que teu peso atual, sabe? E me assisto cada dia (ok, últimos anos) aumentando mais o número da minha calça jeans. 40… 42… agora 44. Quanto tempo mais vou esperar até chegar no 46?
    E só tenho 1,58 de altura.
    Vejo minhas calças e elas são assim, enormes, largas na bunda. Terrível.
    Todo mundo quer usar um 36, mas se eu voltasse a usar 40 seria maravilhoso. Um 38, então! Seria meu 36..
    Triste que eu gosto de comer. Quando era mais nova, tinha vergonha. Hoje em dia só falo de comida e adoro. Não sinto vergonha de ter 62kg, 1,58 e amar comer. Mas talvez deveria, né?
    Enfim, cada um sabe de si, quem é completamente satisfeita assim, não tem problema. Mas eu não sou, e finjo que gostar de comer é uma coisa muito boa.

    Boa sorte e tomara que consigas perder todos os quilinhos e gorduras que você quiser.

    Beijos!

  25. Olha primeira vez o blog…e achei demais as fotos!!!!

    Quais sao as dicas?isso voce nao contou ne?!!rs….

    conta pra gente o regiminho que esse valeu a pena!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s