Oi. Eu sou a Ise, ex-noiva muito neurótica! Lembram de mim?

Queridas,

Muitos foram os motivos que me levaram ao afastamento do blog e dos meus escritos. Muitos mesmos. Em princípio, os últimos seis meses foram de muito trabalho. Louco e frenético, não foram poucas as semanas em que eu trabalhei mais de 24 horas por dia (é, eu sei….fiz as contas…é que eu trabalhei até dormindo…). Mas não só. Foi uma época difícil e acho que ela não vem ao caso em um cantinho em que a gente fala de momentos tão feliz e de coisas tão boas da vida, como amor e festa.

Peço desculpas pelo sumiço, pelos e-mails não respondidos (tentei, na medida do possível..) mas às vezes a gente precisa de um tempo para ser…a gente, pura e simplesmente. Em essência.

A verdade é que a festa de casamento vira uma doce e simples lembrança que fica a cada dia mais distante quando a gente começa a viver a vida real em sua profundidade. De repente, você não quer mais ser a princesa, quer ser minimamente senhora da sua vida – e nem sempre ela permite todos os controles, não é?

Li no twitter hoje uma noiva que acompanha o blog desde o início e que está prestes a se casar. Quando ela começou a ler o blog ela sabia mais ou menos que em 2 ou 3 anos se casaria. E só. E agora já está até casada no civil, só esperando o dia da festa. Peguei o meio de uma conversa entre ela e outra amiga blogueira querida (e me meti, claro. Sou assumidamente intrometida!) sobre as brigas que antecedem o casamento. Não sei se são muitas, acho que depende. Honestamente, nem lembro se eu e o Gustavo brigamos tanto antes do casamento, é um período meio apagado da minha mente. Não lembro muita coisa. Mas lembro que a adaptação no começo não foi fácil e honestamente, nem acho que deva ser.

Eu acredito no amor profundo, amor construído, amor que faz bem. Não acredito em amor que apaga, amor individualista, amor cego de paixão. A paixão se perde e o que fica precisa ser concreto e contruído sobre rochas. E esse amor a gente só conhece depois do casamento.

Não, não estou dizendo que a gente não case amando. Muito pelo contrário. Só estou dizendo que o amor muda (ainda bem!) depois do casamento e a relação também. E isso não é ruim de jeito nenhum. O amor é mais profundo, a gente aprende a se amar como pessoas e não a ilusão de uma pessoa. A gente aprende a amar a pessoa pelo que ela é e não as nossas expectativas.

Isso quer dizer, na prática, que provavelmente os beijos de língua diminuam e os cafés na cama fiquem mais raros, mas não que a relação tenha se perdido. Ela muda de direção. A gente começa a pensar a longo prazo, a entender necessidades que não são nossas, a doar o que a gente tem de melhor. Viramos pessoas melhores. O outro nos ensina muito, verdades que às vezes doem como tapas na cara. Mas se a gente rumina e aprende a lidar com isso, a gente cresce e nossos laços se aprofundam. A gente ganha alguém que não te ama por obrigação familiar e laços de sangue, mas alguém que virou sua família porque te escolheu para ser família. Nossos queridos são os únicos membros da família que a gente escolhe e nós somos o mesmo para eles. Isso é tão sério e significativo…

Não sei se estou vomitando pensamentos desconexos ou se eu faço sentido para alguém, se existe uma linha de pensamento para acompanhar. Eu recebo e-mails de noivinhas falando da tal fase de adaptação, das brigas e das decepções…e esse meu post é para dizer que brigar não é ruim (ruim são duas pessoas que vivem infelizes e caladas!), ruim é no que a gente transforma a briga. Se a gente usa a briga para crescer como pessoas e como casal consequentemente…é melhor brigar do que engolir, não? Quem sabe com o tempo as reclamações e críticas não virem queixas e sejam resolvidas antes de virarem brigas?

E não, não é só por toalha molhada na cama que se briga – se briga muito sim até que uma rotina própria seja criada (talvez a vida inteira?!) – mas existem coisas muito mais sérias, expectativas e frustrações, problemáticas e dificuldades que só quem ama MUITO está disposto a enfrentar e especialmente A SUPERAR.

Isso é casamento. E a decisão de superar precisa acontecer todo dia.

A festa passa e o melhor dela começa. Mas isso não quer dizer que vá ser fácil. Só é muito menos pesado tendo um pé que te esquente no meio da noite.

l’amor che move il sole e l’altre stelle

É assim que Dante Alighieri termina a Divina Comédia. Falando do amor que move o sol e as outras estrelas. Esse amor não é o amor de andar de mãos dadas e dar beijinhos. É um Amor Divino, que nos aproxima de Deus, que faz com que sejamos pessoas melhores. É esse amor que a gente CONSTRÓI. Todo dia. Tijolinho a tijolinho.

Delicioso.

Anúncios

15 Respostas para “Oi. Eu sou a Ise, ex-noiva muito neurótica! Lembram de mim?

  1. Ise, sua linda….
    Como é lindo a forma que vc expõe a vida a dois….
    Td sua poesia e td sua verdade…
    Estou emocionada ao terminar de ler tudo q vc escreveu….
    Sim, eu sou uma recém casada…..hehehehe
    E lendo tudo q vc escreveu, parece q me vi….
    Vivenciando cada momento, cada pensamento…..
    Posso dizer com verdade nas palavras, que o casamento me fez e me faz uma pessoa melhor….Aprendi a dividir, a doar, a amar de verdade…
    E sim, não é nada fácil a fase de adaptação….requer mtaa paciência, mta conversa, mta cumplicidade e mtoooo amor, para superar….
    Hj já se passaram 8 meses, e pouco a pouco conseguimos nos entender….
    Mta coisa realmente agent não lembra, pq oq construímos hj, no dia a dia, é muito maior…..e a tendência é fazer crescer cada vez mais….
    Amar é superar cada dia um obstáculo……
    E cada obstáculo, cada desafio, te faz ter a absoluta certeza que escolheu e foi escolhida pela pessoa certa!!!!
    Bjks Ise!!!

    • Lindo é o retorno que vocês me dão. Que me fazem confirmar as minhas “certezas inabaláveis”. É sempre um abraço. Cada comentário desses é um abraço virtual que me fazem nunca mais querer largar esse bloguinho…

  2. Oi Ise…
    Tenho quase 5 anos de casada e não me lembrava mais pq acompanhava seu blog (quando passei por ele já era casada)…hoje lembrei quando li esse delicioso post.
    Só queria deixar registrado que até hoje estou em fase de adaptação no meu casamento! rs Ainda mais quando aparece um filho (lindo) no meio da nossa história. Tudo, a cada dia, parece maravilhosamente confuso e bagunçado…mas viver esse universo é muito bom e não há nada que me faça não querer estar nele!!!
    E eu espero que todas as recem casadas tenham muita paciência, amor (muito, muito amor) e que se lembrem sempre qual foi o real motivo que a fez casar com a pessoa que está ao seu lado (expectativas irreais não fazem bem para um casamento!).
    Beijos!

    • Delicioso ler isso. E concordo em gênero e número (gramaticalmente, grau não concorda!) com: “Tudo, a cada dia, parece maravilhosamente confuso e bagunçado…mas viver esse universo é muito bom e não há nada que me faça não querer estar nele!!!”. É exatamente isso que eu sinto e queria poder dizer isso para cada uma das meninas que me escrevem falando das brigas!

  3. as brigas do momento pré casamento se torna intensa devido aos nervos a flor da pele… e sei que tudo valerá a pena..nos finalmente

  4. Ela some… mas quando aparece meoo deos rs
    Ise que saudade!
    Bom parece que foi ontem que me casei a após alguns meses mando um e-maiol para a Ise e falo… acho que construi meus sonhos com a pessoa errada… ela mega paciente me responde o e-mail e fala… calma Rê isso é uma fase, vocês ainda estão se adpatando… eu li e não botei muita fé… como uma boa ariana eu quero tudo e quero agora rs, mas depois do seu e-mail fiquei um pouco mais calma e comecei a cultivar o dom da paciência em mim… Comecei a me empenhar mais, comecei a me doar mais… briguamos… quebramos o pau literalmente… choramos… aiii como choramos nesse primeiro um ano… e depois de 9 meses de casados eu parei e pensei o que eu fiz da minha vida… e dai um triste dia eu cheguei e falei quero o divórcio… como falar aquilo doeu… até agora escrevendo dói… como pode todo um sonho contruido junto estar desmoronando em meses… NÃO PODE!
    E depois de ter falado isso, percebi que queria ficar com o meu marido mais do que nunca… queria ele ao meu lado… só não tinha certeza se ele queria… e depois de meses brigando conseguimos sentar e conversar sem gritos e sem armas… simplismente falamos o que um esperava do outro, o que um sentia pelo outro… e chegamos a conclusão que queriamos e iriamos ficar juntos….
    Para as noivinhas recém casadas a única coisa que posso dizer é que não é fácil… mas como a Ise disse… o amor deve prevalecer… o dialogo é muito importante e o companherismo então nem se fala…
    Hoje tenho um ano e 3 meses de casada e estamos muito bem graças a deus… passamos por momentos doloridos, mas foram necessários para mostrar para nós dois o quanto um é importante para o outro…
    Enfim, Ise vc como sempre com palavras lindas e motivadoras… muita saudade de conversar com vc…
    Um grande beijo meninas!

    • Isso mesmo. Só queria dizer que não é fácil. A gente acha que é, mas não é. O que não quer dizer que não valha a pena… Fico muito feliz de ver que as coisas funcionaram por aí, querida!!!!

  5. Ise,
    Dessa vez, não poderia deixar de falar (geralmente, tenho preguiiiiça de comentar).
    Quando descobri seu blog, em meio ao que eu achava que era uma loucura dos preparativos do casamento, me identifiquei “de cara” com seu momento de vida, forma de escrever…
    Enfim…
    Casei em janeiro deste ano, seguindo várias dicas de fornecedores (já contei isso aqui e no Twitter), especialmente a TOP que foi a grande responsável pelo sucesso de “nossos casamentos”.
    E, então vc some…
    Mas, assim que voltei de lua de mel comecei a entender o porquê disso…
    E esse texto, mais uma vez, traduziu e expressou muito dos sentimentos e dessa fase “just married”
    Como boas meninas de família, temos muitas expectativas sobre o casamento e “imaginamos” desde criança como seria. Mas, o casamento nos mostra que sim, agora, somos adultas e a realidade é muito mais desafiante do que imaginamos. Não que seja ruim… É só diferente…
    Mudanças e adaptações individuais já requerem esforço. Em conjunto, mais ainda. Mas com muito AMOR e FÉ, construímos juntos uma base sólida para a família que tanto sonhamos. Os planos de Deus são perfeitos e nos preparam para mais mudanças e desafios.
    Depois que casei, costumo dizer para minhas amigas mães que a maternidade é o “nível avançado” de vida real. No casamento e, especialmente no início do casamento, estamos só entrando no “nível intermediário”…. rs…
    Ufa, falei demais….
    Bem vinda de volta e obrigada por traduzir tão bem nossos momentos de vida! 🙂

  6. Oi Ise!!

    Seu texto trouxe paz ao meu coração…
    Faltam 05 meses para o meu casamento e de 01 mês para cá, eu e meu noivo que nunca brigávamos, começamos a discutir por coisas tão insignificantes…
    Cheguei a me questionar se eu havia tomado a decisão certa de me casar, mas quando imagino o meu futuro, eu não estou nele sozinha, sempre vejo meu noivo ao meu lado…
    Estamos passando por momentos delicados nessa fase pré-casamento, porque muitas pessoas não entendem que é um momento nosso e temos que ficar nos preocupando com coisinhas nas quais não haveria necessidade de se preocupar.
    Temos que ficar pensando 10 vezes em todas as decisões que tomamos, porque algumas pessoas só pensam em si mesmas e esquecem de que temos que pensar em nós…
    Mas nós dois aprendemos que diálogo é tudo e no cursinho de noivos (estamos cursando) temos aprendido que o amor é grande, mas o amor de Deus é muito maior.
    Sentamos e conversamos muito e percebemos que estávamos deixando de lado as pessoas mais importantes nessa história toda, nós dois.
    Então, pra concluir, quando me deparei com esse post tive mais certeza ainda de que o caminho não seria fácil, mas que o futuro nos reserva grandes coisas!!!
    Beijinhos!!!

  7. Quanto tempo não passo por aqui,como o Como o tempo passa!Parece que foi ontem que acompanhava seu blog e faltava 1 ano para o seu casório!Vai ficar pra sempre na memória essa fase dos preparativos.

    Adorei o post.
    Obs:Vc podia criar outro blog sobre a vida de casada! Arruma um tempinho aí rsrs
    Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s