Manhã na Rua São Caetano…

Capítulo I

Eu não sou do tipo que pechincha. Sério, eu morro de vergonha. Também não sou do tipo que joga dinheiro fora, apesar de ser meio gastona. Mas eu gasto bem. Ao mesmo tempo, se eu vejo algo pelo qual me apaixono, eu não olho o preço. Eu pago e sou feliz.

E claro que toda mulher entende que todas essas características acima são diferentes e passíveis de conviverem dentro da mesma pessoa em harmonia quase absoluta.

Além de tudo isso, eu faço o tipo aventureira. Não que eu o seja por natureza – eu me viraria bem se só existissem shoppings no mundo. Mas a minha mãe é. Ela é daquelas que vai olhar, descobre as coisas mais lindas e baratas de todos os tempos, divulga e logo todo mundo divulga a descoberta como se fosse dele. Mas foi a minha mãe, sempre. Ela sabe onde vende tudo e qual o preço de todo lugar, de cabeça.

Seguindo o entusiasmo dela, eu sou quase expert em comércio popular paulistano. Brás, Bom Retiro, 25 de Março… nós não temos fronteira.

Eu estava meio desanimada a ir atrás do vestido pois estava pesando 72,1 Kg – 15 kg a mais do que o meu peso normal. Nada me servia. Nada caía bem. De calças jeans a blusas, não tinha jeito de algo ficar bonito em mim. Então eu tinha pavor de pensar no vestido de noiva e não queria nem ouvir falar nisso.

Nos últimos tempos, estou animada. Vi modelos no exterior que amei, importei, coloquei e gostei. Além disso, até o momento, perdi 6,5Kg. Não acho que dê para sentir muita diferença olhando para mim não. Mas eu sinto a diferença nas minhas roupas: não tem uma calça jeans/bermuda que não caia e deixe metade do meu bumbum de fora. Meus peitos estão com metade do tamanho (Eu usava 48….), minhas pernas afinaram bastante. De repente, as coisas começam a cair bem – e esse é o tipo de coisa que anima muito. Coloquei uma calça que comprei no final de 2006 e ela ficou enorme: sinal de que há 4 anos pelo menos eu não batia esse peso. É animador, né?

Como estou de férias, já tinha combinado com a minha mãe que iríamos passar na São Caetano sem compromisso. Ver os modelos de vestido, pegar, experimentar…ver se eu me decidia (já escolhi 4 importados! hahahaha), conhecer, saber preços… Sabe essas coisas que a gente faz antes de tomar decisões definitivas? Conhecer tudo em detalhes? Tipo isso. rs

Fomos de metrô, com medo da chuva engolir meu carrinho – as coisas andam no mínimo problemáticas aqui em SP. Descemos na Luz e depois de uns minutos perdidas, achamos a São Caetano. Animadas, imaginávamos que nem saberíamos o que olhar primeiro, de tanta coisa que legal que teria…. Fiquei mais animada ainda ao ver o tanto de menina que chegava com malas gigantes lá, acho que para buscar o vestido…

Mas…

A Rua estava vazia. Tipo…vazia mesmo. Ok, quarta à tarde, pós-chuvas…mas eu estou acostumada a ver a 25 de março, o Brás…o shopping. Nunca nada fica vazio em SP. Já fiquei meio desconfiada.

Aí começamos a descer de um lado da rua para subir no outro…e comecei a me irritar. Passava andando na frente das lojas e a galera DESESPERADA já tentando te puxar para dentro. Sabe vendedor chato de shopping, que não te dá tempo nem de olhar a vitrine? Então, pior que isso. Não podia nem diminuir a velocidade ou olhar dentro da loja que só faltava pegarem na minha mão e me colocarem dentro da loja à força.

E olha que eu talvez até tivesse entrado nas tais lojas. Mas esse comportamento me afasta. Não tenho paciência. Gosto de olhar com calma, escolher, ver se eu gosto!!!! E como sou educadinha, sei que não vou conseguir dizer que não gostei e que me desvencilhar vai ser difícil. Então mal podia parar…tinha que continuar andando para não ser arrastada…e mal conseguia olhar. Não que tivesse muito para olhar….sabe quando você bate o olho e pensa: “não, não, não” ?

Primeira constatação:

Vestidos com essas saias estão MUITO na moda. Tem zilhões. Como chama, alguém sabe?

Segunda constatação:

Não existe primeiro aluguel a menos de R$ 3000. Nem dos vestidos que até sua vó recusaria.

Aluguel normal a partir de R$ 2.500.

Oi?

 

 

Capítulo II

Vi um vestido que me agradava. UM só. E resolvi entrar na loja para vê-lo de perto e especialmente saber quanto ele custava….explico: é um vestido que eu tenho no catálogo de importação e pelo qual eu me apaixonei desde o começo, mas nunca pedi…rs

Esse:

Quando perguntei o preço, a moça que estava me atendendo não respondeu e disse que era um modelo de uma coleção exclusiva.

Eu não acreditei que ela estava mentindo tão descaradamente!!!!! Aí fui confirmar:

-Então quer dizer que só vocês têm?

Ela se enrolou toooooooooooda e aí falou que ele era feito por uma equipe especializada, de um jeito especial…e aí quem não se aguentou foi minha mãe:

-Então é feito à mão?

E lá estava a mulher enrolada de novo, tadinha.

E aí veio um dos estilistas da loja, encheu a boca e disse:

-Esse vestido veio direto de Nova Iorque…

E eu dando risadas internas porque a essas alturas estou expert em importação de vestidos de noiva, né? E canto preço de vestido em tudo quanto é país de cabeça, além da taxa de importação, ICMS e valor do dólar no dia.

Bom, não me falaram o preço enquanto não me convenceram a subir…

O segundo andar era um salão enorme, cheio de mesas e cadeiras e tapetes…cercada de espelhos por todos os lados…e uns provadores gigantes no canto.

Sentadas na mesa, eis que ele me fala finalmente o preço do vestido importado: 4 MIL O ALUGUEL.

Juro por tudo. Minha mãe estava comigo, ela pode confirmar.

Minha cara de desprezo deve ter sido tão grande que ele interpretou como total falta de dinheiro. hahahahaha E me deram um catálogo chamado COLEÇÃO 2009 para que eu olhasse.

Eu estava tão desacreditada no ser humano cobrando um preço desse para o aluguel de um vestido que custa menos de 1/4 disso que achei melhor nem pedir a coleção 2010 ou 2011.

Eu queria ir embora, mas eu não consigo dizer na cara do vendedor “NÃO, EU NÃO QUERO EXPERIMENTAR NADA!!!!”. Lição do dia: Não adianta sair para fazer nada sem a TOP. É furada. Primeiro porque assumiram que eu não tinha dinheiro para comprar minha alimentação do dia (imagina se eu conto que fui de metrô!!hahaha) e estavam tentando me empurrar algo que eles imaginavam que eu poderia pagar. Quando você está com a assessoria, nadica disso acontece. Você é sempre a princesa do momento. E duvido que alguém ia ter coragem de cantar esse preço na cara da Gabi! hahahahahaha Segundo que com a assessoria, você sussurra algo (“Tati, não quero experimentar….”) e puft. Você já está fora da furada.

Perguntei como faria com as provas e os ajustes porque estava em tratamento médico e emagrecendo bastante. Aí a atendente/costureira me disse que não era saudável emagrecer tanto assim…e saiu sem me responder.

Ok. Anotado. Vou passar sua observação para a médica especialista em endocrinologia famosérrima e membro da Associação Brasileira de Endócrinos…ou algo assim. Ela realmente não deve saber o que está fazendo. Melhor casar gorda mesmo, isso é saudável.

Bom, eu pedi um modelo x lá para provar…deixar todo mundo feliz e ir embora. Eu disse que eu não gostava de saia evasê, porque eu não tenho corpo para isso. Eu preciso de um corpete bem apertadinho com uma saia solta, porque tenho a cintura bem fininha e um conjunto popô/pernas/quadril tamanho funkeira de reality show de canal não famoso. Exatamente no corte do vestido que eu importei que me deixou…magra! No melhor estilo propaganda-enganosa mesmo. Quem nunca me viu fora do vestido, vai achar que eu sou daquelas que só topa saladinha.

 

 

Capítulo III

Dou tchau para a minha mãe (hahahahahaha menininha a caminho do matadouro), entro no provador…e tiro a roupa. Não que eu tenha vergonha, eu acho que eu poderia andar na rua pelada se não fosse atentado ao pudor ou socialmente inaceitável. Mas… eu não tinha pensado nisso quando peguei a calcinha vermelha para colocar depois do banho. E a imagem calcinha vermelha, sem sutiã com adesivo de anticoncepcional colado na barriga não é o que eu tenho de melhor de mim para mostrar! hahahaha

Ela colocou um saiote GIGANTE em mim. E deve ter visto que eu não gostei pela minha cara, porque disse: Fica tranquila, ele não é grande assim. Quando coloca o vestido faz peso e ele abaixa.

Sei.

Lá vem o vestido.

Olho bem desacreditada. Evasê bem estranho.

O estilista diz que é bom ver como fica no corpo, de repente eu gosto.

Respirei fundo e experimentei. Eu nunca havia ousado entrar num evasê, vai que o cara tem razão? Não custa olhar, né?

Custa.

O tamanho era 44 e a costureira disse que meu manequim era 40 (uhuuuuuuuu!!!!!). Esperei uns 15 minutos até ela terminar de apertar tudo nas costas para que eu visse como ficaria se estivesse com meu número.

Estava saindo da cabine para terminar logo com aquilo e me seguraram.

Trouxeram uma cadeira e pediram para eu sentar. Na minha inocência, eu juro que pensei que iam prender alguma coisa, me fazer colocar o sapato….

Eu estava MUITO enganada.

O estilista perguntou como eu queria meu cabelo (!!!!) e me olhou com cara de “noiva desnaturada” quando eu disse que só tinha uma ideia vaga, que queria escolher o vestido, depois um véu combinando…e depois pensar em detalhes no cabelo. Óbvio que ele não achou que a minha resposta “praticamente todo solto” tinha sido de alguém que sabia o que estava falando e soltou meu coque (eu fiz um birotinho com o cabelo molhado porque estava muito abafado…), ficou falando que lindo que era meu cabelo (blá blá blá danado porque meu cabelo liso foi preso molhado, enrolado e apertado…qdo soltou eu tava meio gisele bundchen de manhã, com a franja e pontas lisas e secas como todo dia…rs). Topete (me lembrei da época em que eu usava topete para ir à escola…), grampo aqui e lá…arrumou algo que parecia uma coroa e perguntou que véu que eu gostava.

-Espanhol.

-Mantilha?

-Sei lá. Pode ser.

5 segundos depois volta o cara com…um guardanapo de renda (tenho que ser didática! hahaha) e prenda na coroa prata que gritava com minhas árgolas douradas de pedrinhas coloridas.

Me olho no espelho e enquanto ficam falando que eu estou linda, só consigo pensar: “Meu Deus…que horror!”.

Em um segundo que me virei entre o momento em que me mandaram colocar os sapatos (eu calço 36 e o sapato era 38) e que eu tentava me equilibrar neles (desisti e disse que ia ficar descalça com um tom que não fez ngm ter coragem de me dar outra ordem), começo a ouvir a Marcha Nupcial no último volume para a loja toda ouvir. Pensei:

-Mentira. Eles não colocaram a Marcha Nupcial para que eu saia do provador e vá até a minha mãe…

Amigas, nunca menospreze o ser humano. Em 5 segundos descobri que era exatamente isso.

-Ah, não….tira a música peloamordedeus. Eu não vou sair daqui com a música tocando…

Não tiraram.

Eu não tinha coragem de olhar para a minha mãe, que estava quase se asfixiando tentando segurar o riso com o estilista que grita: A NOIVA VAI ENTRAR!

Sabe o clássico momento em que você vê claramente na sua cabeça seu noivo te propondo ir morar junto logo e pular a parte complicada de uma vez? Eu poderia até ouvir a voz do Gustavo rindo de mim. Também.

Eu olhei pro chão para não olhar a minha mami nos olhos. Eu sabia que ela ia me zoar até! hahahaha Aquilo lá era brega demais até para mim, que sou assumidamente sentimentalóide e brega nível Wando.

Fiquei olhando no espelho com cara de séria, como quem analisa… e digo que não gostei. Minha mãe qse morre com o laço que tinha bem no meio da minha barriga…e eu sou obrigada a concordar. Quem usou isso? Carolina Dieckman?!

Você acha que eu consegui me livrar assim?

Não, não.

Arrumaram outro vestido para mim.

Todo o processo de novo, sem marcha nupcial. Eles perceberam a minha indigação.

Não gostei. Blá blá blá

Voltei para o provador e disse que não ia provar mais nada. Que eu não era assim, que eu batia o olho e gostava…que não ia escolher nada por ficar provando…

Foi todo mundo me perguntar umas quinhentas vezes porque eu não queria experimentar outro. Eu disse que cansava, que ficava de mau-humor, que queria a minha assessora, que sabia quanto aquele vestido custava na real e que não ia pagar 4 mil por ele, que eu ia para casa ver os modelos na internet e que voltaria para experimentar só os que eu gostasse.

Que dificuldade…

Mantenho a importação como melhor alternativa…anti-stress e custoX benefício! E fiquei imaginando como sofrem as noivas sem assessoria…!

Não saio mais sem a TOP. Juro! hahahahaha

E não recomendamos a Rua das Noivas: nem eu, nem a minha mãe – que aliás, está rindo de mim e da marcha nupcial até agora…

Obs.: Recomendo seriamente assessoria e vestidos de noiva importados. Mesmo. Dúvidas me escrevam: tvpregnolatto@gmail.com

 

 

 

Anúncios

34 Respostas para “Manhã na Rua São Caetano…

  1. Nossa adorei o seu relato! morri de rir! o som da marcha foi o pior kkk
    Acho que nao vou nem perder meu tempo em ir la nessa rua viu , sou igual a voce..

    bjinhuss

    • Eu lembrei disso qdo entrei em casa! Pensei: “onde é que eu já vi essa da marcha nupcial?” Aí lembrei que tinha até lido seu relato no blog para a minha mãe e a gente morrendo de rir. Deve ser uma tentativa de emocionar as pessoas e vender fácil. Mas comigo o efeito foi bem o oposto…. CREDO.

  2. Nossa, nessa da marcha nupcial o pessoal da loja se superou, hein… Deviam estar de brincadeira contigo, menina. Essa manhã foi quase um épico na sua vida… hahahahaha Boa sorte, você vai encontrar o vestido perfeito para o grande dia =)

    Beijos

    PS: Quando minha irmã ia se casar, fui com ela na São Caetano também. Achei bem chatinha mesmo essa coisa de ficar querendo te puxar para a loja a qualquer custo e também não vi muita variedade de modelos de vestido de noiva nas vitrines. Entretanto, vi umas bijus de noiva bem bonitas em umas lojas lá… adorei. Tinham “garrinhas” de cabelo (não sei se é esse nome mesmo), braceletes, colares e brincos lindos… =)

  3. hahaha Ise, eu dei mta mtaaaaa risada com este post sobre a Sao Caetano.

    Em 2004, qndo minha irma casou, ela tbm nao teve uma grande experiencia. Em cada loja que ela entrava, eles perguntavam em q igreja ela ia casar (descobrimos q perguntavam para determinar os vestidos e precos q seriam mostrados), depois de sacar a dos vendedores ela comecou a mentir sobre a igreja… os vestidos ficaram tao mais baratos nas lojas seguintes rsrsrs

    Por conta da experiencia dela, estava com medo de ir pesquisar por la, e claro, conversando com a Tati, ela me avisou q os vestidos eram mto mais baratos por aqui! Comecei minha pesquisa pela internet, me apaixonei por uma estilista e procurei onde encontrava os vestidos dela na regiao q moro. Esta pessoa aqui, odeia com todo o coracao experimentar roupa, ou seja, ja estava apavorada com a ideia de ir em loja e ter que experimentar milhoesssss de vestidos, ficar cansada e acabar escolhendo um so para acabar com a maratona…
    Enfim, imprimi os 4 modelos que gostei, peguei minha madrinha (senti uma dor tremenda em nao poder ter minha mamis comigo!) e me mandei para a primeira loja. Como tinha agendado, uma consultora estava me esperando. Logo q cheguei ela perguntou se eu tinha ideia de como queria meu modelo, expliquei e dei fotos que imprimi. Imediatamente, ela reservou os modelos que queria mas tbm sugeriu q eu desse uma geral na loja e mostrasse outros possiveis modelos. Terminei minha maratona com uns 10 modelos diferentes de vestidos, a consultora ate tentou me convencer a experimentar outros, mas fui chatinha e disse nao! Apos a super maratona, sai decidida do q qria e com a certeza de q nao iria em mais nenhuma loja. Meu noivo, chatissimo q nao compra nada na primeira loja, me convenceu de q deveria ir nas outras lojas 😦 fui nas outras 3 lojas e o atendimento foi parecido, mas tinha gostado muito da primeira consultora mas o mesmo vestido estava mais barato em uma das outras lojas. Novamente, o noivo pechincheiro rsrsrs resolveu ligar para todas as lojas da regiao (mesmo cidade mais distantes) q tivessem o vestido q eu gostei, assim descobrimos q os vestidos da estilista q eu gostei, sao entregues na loja com um preco base, o q for acima disso e’ decisao da loja… Liguei novamente na primeira loja e disse que tinha conseguido o vestido com o preco minimo estipulado mais 10% de desconto se pagasse a vista. Minha consultora querida rsrs cobriu a oferta e agora tenho meu querido vestido pelo maravilhoso preco de $600, comprado (faco dele o q bem entender), sem julgamento de onde me casarei (as vendedoras acharam o maximo q seria no Brasil) e sem marcha nupcial para me convencer do vestido hahahahaha
    Apos ler seu post, me senti ainda mais aliviada de ter escolhido fazer minha compra por aqui!!

    Bjussss

    P.S.: Eita q ficou grande rsrsrs sempre me empolgo por aqui 😉

    • Quem não está aí, importa! hahahahahaha =))))))))

      E não vou negar que super te invejei agora. hahaha Os vestidos daqui não tem comparação com os daí. E os preços…hummm

      Será que a culpa é da minha igreja-querida-e-mega-capitalista?

  4. Ise, que hilária essa sua visita descompromissada na Rua São Caetano!
    Ali é sempre meio vazio mesmo se quisermos compará-la com a 25 ou com o Brás e o Bom Retiro, mas tem mtos modelos. Os modelos saem dali para comporem os estoques de lojas famosas como Nova Noiva, Center Noivas em outros bairros.
    Outra característica (CHATÉRRIMA) é essa dos vendedores nos puxarem pra dentro da loja, é preciso ter mta paciência e sorriso no rosto!
    Eles enfiam a faca mesmo e ainda torcem o cabo!
    Minha irmã se casou agora me 07 de janeiro e fez o vestido na Flávia Noivas. Escolheu da revista e o primeiro aluguel ficou por R$1.500,00. Minha outra irmã que se casará em agosto tb está fazendo lá e pagou R$1.200,00 pelo primeiro aluguel! Essa loja fica na segunda rua à esquerda da São Caetano na Rua Dom Antônio de Mello n. 35. A dona está no mercado há mto tempo e a Flávia (filha da dona) é formada em moda, se ela tiver de te dizer que ficou feio e que o modelo não combina com seu corpo ela vai dizer!
    Amei o vestido que gostou Ise e espero que o encontre por um preço justo!
    Fica a dica dessa loja e diga que me conhece, em tudo nesse país é importante o QI!!

    • Eu não sei se vou usar esse vestido especificamente. Acho que não. Mas me chamou a atenção porque eu sei exatamente onde comprá-lo e quanto ele custa. Do mesmo jeito que eu sabia o preço de vários outros modelos…
      Acho que a sua irmã deu sorte no final das contas, porque a minha experiência me faz acreditar que não é a realidade..
      E o modelo dela em importação sairia pelo menos 500 reais mais barato….apesar de já estar bem abaixo dos preços que eu vi. Mas enfim, a vitrine não me animou nem um pouquinho a entrar….

  5. Acho que minha intuiçõ estava certa…rs
    Nem fui para a rua São Caetano…primeiro pq ão queria ter que voltar até lá para as provas…faço td pertinho de casa…acho mais fácil, sou acomodada…E segundo por acreditar que aqui no ABC te lojas para atender meus desejos enquanto noiva…
    Dito e feito…esta semana experimentei uns 30 vestidos, em São Bernardo e Santo André…inclusive o vestido que eu tinha mais gostado por foto ficou super sem graça me mim…rs rs
    Experimentei um vestido IGUALLLLLLLZINHO o que minha amiga casou (ela alugou na Center Noivas, por $2.800 em dezembro) e onde experimentei estava $1400,00. E achei vestidos lindos e acessíveis, bem como vestidos horrorosos!!!!!

  6. Já ouvi esta história sobre a São Caetano com detalhes mais sórdidos, coisas do tipo que o vendedor conduz a noiva durante a marcha nupcial… jesusmariajosé! E tem mãe que ainda se emociona com esta cena, no mpinmo brega! kkkk

    • Eu acho que o povo achou eu a minha mãe as duas criaturas mais frias do mundo. Mas eu realmente não sou uma velha encalhada que finalmente conseguiu casar e viver às custas do marido ao invés da aposentadoria de fome…hahaha Não tinha motivos para tanto – especialmente em se tratando de um modelo tãããããão feio hahahahaha Eu ia era chorar de desespero!

  7. Amei o segundo vestido.
    A única coisa que eu mudaria, é o buquet. Quero de girassóis.

    Qto a Rua São Caetano, depois do seu relato, nunca vou me atrever a ir lá.

    E sim, ri litros com sua história, mas fo** mesmo deve ter sido a marcha e eu sou brega tbém, mas estilo Sidney Magal rs

    beijo grande flor!

  8. Amore,

    Q vergonha… vc fica preocupada demais e começa a dar umas dessas… tipo ir sozinha tentar comprar vestidos! Muito engraçado!!

    Bjão! Te amo!

    p.s.: vc quis dizer indigação ou indignação?

    • Eu não corrijo nadica porque tenho TOC e odeio tudo que eu escrevo. Quantas vezes eu ler é o tanto de vezes que eu vou mudar o que está escrito. Por isso não leio. Preciso contratar um corretor… que tal fazer o serviço sujo para sua noivinha?

      Eu aprendi minha lição. Juro! hahahaha

  9. Olá Ise…

    Nossa morride rir com seu post…. é isso mesmo que acontece rs

    Porém depois de ter passado por 2 lojas assim… tenebrosas… eu entrei em uma loja que eu amei… não tinha música… não tinha ninguém gritando e ao meu ver me cobraram um preço justo…
    Meu vestido 1 aluguel + mantilha + minha tiara que eles fabricam… ficou 3.000 e eu amei de fato o atendimento e os modelos..
    Fechei na Bela Noiva e indico!

    Ise te desejo toda sorte do mundo com seu vestido… faltam 3 meses para o meu casamento… eu só contratei assessoria para o dia… então tenho feito tudo sozinha e posso te dizer…. acho que nasci pra coisa rs… enfim até o momento com tudo sobre casamento e reforma… a única coisa que me deixou mais nervosa… foi o vestido rs…
    Masss estou tranquila ele esta comrpado e lindo!!!!

    Beijos meninas!

    • Exatamente a loja em que eu entrei. Não tem jeito, as pessoas tem experiêcias diferentes…

      Só coloque em contrato tudinho que eles te prometeram porque recebi info quente….disseram que na hora h o pano é outro, os adereços são cobrados….manda assinarem tudinho que te prometerem.

      E sacanagem não terem colocado a marcha nupcial para você! hahahahahahhahahaa

      E eu ainda acho 3 mil muiiiiiiiito caro pelos vestidos que vi….

    • Oi Ise, já há bastante tempo venho acompanhando o seu blog, pois me sinto na mesma situação, caso dia 11/06 e agora não pude me conter… rs
      Fui até a São Caetano e com certeza passei na loja q vc descreveu…rsrs
      Só que comigo não teve marcha nupcial pq antes de mim tinha uma outra noivinha q passou por isso e eu soltei logo um q RIDICULO e nem se atreveram a colocar pra mim…rsrsrs
      Além da vendedora o tempo todo ficar perguntando qto eu queria gastar e claro me chamando de pobre na cara larga…
      Agora como a Renata disse tb recomendo a Bela Noiva, fui tratada com respeito e gastei a mesma quantia q ela, em um vestido lindo de um acabamento maravilhoso.
      Boa sorte para vc! Bjosss

  10. Ise,
    Realmente muito, mas muito engraçado sua historia, você me contando no telefone, queria morrer.
    Eu, como assessora há 5 anos, não recomendo de JEITO NENHUM a R. Sãe Caetano, como te disse a importação achei divina. Sem contar nas fotos que você me mandou do vestido, ficou magerrima…
    Pessoal, a Ise esta magrinha magrinha!!!!! QUE ORGULHO!
    E não saia mesmo sem nós da TOP… Viu como é diferente.. e também as vezes fico pensando como uma noiva sobrevive sem uma assessoria… sei la…
    E nunca pare esse blog ise…. acho que vc fala tudo que as noivas querem escutar… a REALIDADE!!!!
    Beijos e to com saudades!

  11. Oi Ise…

    Pois é tive mta sorte… tive várias indicações desta loja…
    E tudinhoooo esta no contrato até a quantidade de swarovski que vai na tiara e tudo mais…rs
    Tenho que certeza que vai dar tudo certo… estou bem segura…
    Agora sobre a marcha… é que eu sou bem bocuda… rs a primeira loja que eu entrei eles colocaram o vestido e eu sai do provador quando eles colocaram a marcha eu já virei para o cara e falei… paraaaa tudooo que coisa mais brega tira isso pelo amor de deus… dai me senti um et pq todasss as noivas ficaram olhando pra mim tipo… como assimmm vc não quer a marcha hahhaa….
    Enfim… quando cheguei na loja que aluguei o meu vestido eu já sentei na mesa falando… sem marchas e sem frescuras… pronto resolvido meu problema rs…
    Agora essa coisa de ficarem te pegando na porta eu concordo… é uma chatisse horrível… mas não tive mto problema com isso… eu fui em 3 lojas e dessas 3 meu vestido apareceu na última e foi o que eu sonhava… acho que é isso que importa…
    Vesti vários importados e de fato acho a importação um ótimo negócio… porém não gostei de nenhum no meu corpo… sei lá peito pequeno e bunda grande acho que não combinam com importados rsss…
    Mas uma coisa é fato… é o vestido que te escolhe eu amei a minha escolha e eu tenho certeza que vc vai amar a sua tb.
    Muitaaaaa sorte viu!

    Beijos

  12. Hahaha adorei o relato.
    Aluguei o meu na Nova Noiva da Rua São Caetano. Por acaso foi lá que tocaram a marcha nupcial pra vc?
    Fizeram isso comigo e adivinha, morri de vegonha, mas, como tinha amado o vestido, fiquei com ele… 🙂
    A primeira prova é dia 06 de junho e não vejo a hora!
    Bjinhus 🙂

  13. É por essas e outras que o mais perto que cheguei da S. Caetano foi a Igreja São Cristóvão, porque era o cursinho mais rápido que tinha… e o vestido veio direto de Miami, do jeito mais improvável possível. Boa sorte! =cD

  14. Olha, geralmente eu leio e não comento (afinal, gosto muito de casamentos mas tô meio longe do meu, nem tenho tanto opinião assim…rs). Mas, Ise, eu consegui ver na minha cabeça a cara da sua mãe nesse dia…eu juro! Hhuahuhuauhauhauhahuauhau Dá-lhe Tia Inês! =D Beijos!

  15. A única vez que fui na São Caetano foi para acompanhar uma amiga, mas não experimentei nenhum vestido, apesar da insistência das vendedoras. Qualé! Não sei quando vou casar, se vai ser verão, inverno, que tipo de festa.. Então nem insistam. Fiquei meio traumatizada também, mas foi numa feira de noivas. Na verdade, só queria saber se, quando eu me vestisse de noiva, iria sair correndo ou ficar natural. Fiquei meio nervosa, acheio meio estranho. Mas gostei muito do vestido. Era “segundo” alugel: R$ 1500,00 com a roupa no noivo inclusa. Até que não era um mau negócio. Mas de que adiantaria? Logo depois ele ficou desempregado e agora que não sabemos mesmo quando vamos casar.
    Enfim. Depois fui nessa loja do vestido que experimentei e comprei um para ser madrinha. O vestido lindo e tal, mas deram uma super mancada: quando tiraram um pouco da cauda, que era comprida demais, esqueceram de encurtar o forro. Toca a coitada da minha vó ficar arrumando o vestido em cima da hora. Serviu para duas coisas: para não fazer meu vetido de noiva lá, porque se esqueceram do forro num vestido de festa simples, não vou arriscar no de noiva, e para saber que não quero cauda: passei a festa toda tropecando.
    Ah, serviu também para nunca mais experimentar vestido nessas feitas e lojas que puxam a coitada da noiva pra dentro.
    Vem cá, como ELA sabe qual o SEU sonho? Cada um tem um sonho diferente. E o meu não é casar com o primeiro vestido que eu achar. Mesmo.
    Fez muito bem de ir embora.
    Em tempo: sei de uma loja no Shopping Cidade Jardim que vende vestido de noiva a partir de R$ 3.000,00 (minha mãe que viu, nem lembro o nome da estilista). Uma amiga mineira mandou a costureira da família fazer o dela e ficou por R$ 2.000,00. Mais barato que muito aluguel que andei vendo por aí.
    Ah, mais uma coisa: uma amiga que trabalha com festas de casamento (Cíntia, da Afestiva), disse que já ouviu muita reclamação de noiva que fez o vestido na São Caetano: amarelados, com marca de ferro de passar, tortos porque foram usados antes…

    Agora, me explica: MARCHA NUPCIAL? Acho que eu mandava todo mundo pra PQP.

  16. A única vez que fui na São Caetano foi para acompanhar uma amiga, mas não experimentei nenhum vestido, apesar da insistência das vendedoras. Qualé! Não sei quando vou casar, se vai ser verão, inverno, que tipo de festa.. Então nem insistam. Fiquei meio traumatizada também, mas foi numa feira de noivas. Na verdade, só queria saber se, quando eu me vestisse de noiva, iria sair correndo ou ficar natural. Fiquei meio nervosa, acheio meio estranho. Mas gostei muito do vestido. Era “segundo” alugel: R$ 1500,00 com a roupa no noivo inclusa. Até que não era um mau negócio. Mas de que adiantaria? Logo depois ele ficou desempregado e agora que não sabemos mesmo quando vamos casar.
    Enfim. Depois fui nessa loja do vestido que experimentei e comprei um para ser madrinha. O vestido lindo e tal, mas deram uma super mancada: quando tiraram um pouco da cauda, que era comprida demais, esqueceram de encurtar o forro. Toca a coitada da minha vó ficar arrumando o vestido em cima da hora. Serviu para duas coisas: para não fazer meu vetido de noiva lá, porque se esqueceram do forro num vestido de festa simples, não vou arriscar no de noiva, e para saber que não quero cauda: passei a festa toda tropecando.
    Ah, serviu também para nunca mais experimentar vestido nessas feitas e lojas que puxam a coitada da noiva pra dentro.
    Vem cá, como ELA sabe qual o SEU sonho? Cada um tem um sonho diferente. E o meu não é casar com o primeiro vestido que eu achar. Mesmo.
    Fez muito bem de ir embora.
    Em tempo: sei de uma loja no Shopping Cidade Jardim que vende vestido de noiva a partir de R$ 3.000,00 (minha mãe que viu, nem lembro o nome da estilista). Uma amiga mineira mandou a costureira da família fazer o dela e ficou por R$ 2.000,00. Mais barato que muito aluguel que andei vendo por aí.
    Ah, mais uma coisa: uma amiga que trabalha com festas de casamento (Cíntia, da Afestiva), disse que já ouviu muita reclamação de noiva que fez o vestido na São Caetano: amarelados, com marca de ferro de passar, tortos porque foram usados antes…

    Agora, me explica: MARCHA NUPCIAL? Acho que eu mandava todo mundo pra PQP. Isso não é brega, é palhaçada mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s